Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Archive for março, 2010

Programa brasilianas.org – Software Livre

Vídeo completo do programa brasilianas.org com o tema software livre. Veja por streaming do YouTube.


Como as grandes empresas de tecnologia criaram seus nomes

Muitas vezes vemos os nomes das grandes marcas de empresas de tecnologia e não fazemos a mínima idéia de o que eles significam ou como foram criados. Agora você vai saber que é bem mais simples do que parece!

Apple
Era a fruta favorita (maçã) de Steve Jobs.

CISCO
É a abreviatura de San Francisco.

Corel
É derivado do nome do fundador (Dr. Michael Cowpland): COwpland REsearch Laboratory.

Google
Foi uma brincadeira sobre a quantidade de informação em que o sistema de busca seria capaz de procurar. Foi chamado originalmente de ‘Gogol’, que representa um número seguido de cem zeros.

Hotmail
O fundador Jack Smith teve a idéia de acessar o e-mail pela web de qualquer computador no mundo. quando Sabeer Bhatia entrou no negócio, tentou vários nomes terminados com ‘mail’, e finalmente incluiu as letras HTML. Finalmente ficou: HoTMaiL.

Intel
Bob Noyce e Gordon Moore queriam usar o nome ‘Morre Noyce’, mas já tinha sido registrado por um hotel. Então criaram a palavra a partir de INTegrated ELetronics.

Lotus (Notes)
Mitch Kapor usou a palavra a partir da posição de Lotus ou ‘Padmasana’. Kapor foi professor na Transcedental Meditation of Maharishi Mahesh Yogi.

Microsoft
Vem de MICROcomputer SOFTware. Primeiro se escrevia “Micro-Soft”, mas depois o hífen foi removido.

ORACLE
Larry Ellison e Bob Oats trabalhavam em um projeto da CIA. Depois que o projeto acabou eles usaram o nome para a empresa.

SUN
Fundada por quatro colegas da Universidade de Stanford, é uma abreviatura de Stanford University Network

Yahoo!
A palavra foi inventada por Jonathan Swift e usada no seu livro “As viagens de Gulliver”. Representa uma pessoa que é repulsiva em sua aparência e em suas ações. Jerry Yang e David Filo se consideravam yahoos.


Retirar espaços antes e depois de uma string usando o PHP

A função trim() retorna uma string com os espaços retirados do ínicio e do final de uma string.

Exemplo:

echo trim("   Teste da função trim    ");

Conectar ao MySQL e escolher um banco de dados com o PHP

Exemplo das funções utilizadas para conectar com o MySQL e escolher um banco de dados.

<?php
mysql_connect("localhost", "USUARIO", "SENHA") or die(mysql_error());
mysql_select_db("BANCO_DE_DADOS") or die(mysql_error());
?>

Algumas vezes o nome do servidor pode ser diferente, mas na grande maioria se usa localhost mesmo.


Erro ao exceder limite de memória no PHP no Linux Ubuntu

De vez enquando executamos um script que precisa de um limite de memória mais alto, e se o PHP não estiver configurado para isso, retornará o seguinte erro:

Fatal error: Allowed memory size of 16777216 bytes exhausted (tried to allocate XX bytes) in /var/www/pasta/script.php on line XX

Para evitar esse tipo de problema, você pode configurar o PHP para que ele aloque mais memória. É óbvil que você deve se atentar à memória disponível no seu sistema. Se você possui 256MB de memória RAM, você não deve alocar 128MB, mas sim um valor mais baixo, compatível com seu computador.

Para alocar memória, abra o arquivo php.ini. Se você não souber onde esse arquivo está, você pode executar a função phpinfo() e ela informará (Loaded Configuration File). No meu caso, que utilizo Ubuntu Linux, para abrir o arquivo digito no Terminal (Aplicativos/Acessórios/Terminal) o seguinte comando:

sudo gedit /etc/php5/apache2/php.ini

Se você estiver utilizando o windows, pode abrir o arquivo php.ini pelo bloco de notas.

Busque por memory_limit e altere o valor para o que desejar (com cautela).

É isso.


Exibir conteúdo de um arquivo de texto com o PHP

O script abaixo exibe o conteúdo do arquivo de texto – TXT, por exemplo – escolhido:

<?php
//abrimos o arquivo em leitura
$arquivo = "/var/www/pasta/arquivo.txt"; // EXEMPLO DE CAMINHO. USE O CAMINHO CORRETO
$fp = fopen($arquivo,"r");

//lemos o arquivo
$texto = fread($fp, filesize($arquivo));

//transformamos as quebras de linha em etiquetas
$texto = nl2br($texto);

echo $texto;

?>

Instalar LAMP – Linux + Apache + MySQL + PHP no Ubuntu

Atualizado em 15/03/2016

Quase todo programador web que programa em PHP com banco de dados MySQL precisa desses softwares funcionando localmente (em sua máquina), seja para fazer testes, ou para programar sistemas e sites. Vou mostrar como instalar esses dois servidores, além do Apache, que é o servidor web, e é necessário para que o PHP funcione. 1. Abra o Terminal (Aplicativos/Acessórios/Terminal) 2. Digite o seguinte código no terminal:

sudo apt-get install apache2

3. O Terminal vai perguntar sua senha. Digite ela, e depois aperte enter. 4. Para testar o Apache, acesse o seguinte endereço a partir do seu navegador: http://localhost/. Se aparecer "It Works!", quer dizer que o Apache foi instalado com sucesso. 5. Para instalar o PHP, digite novamente no Terminal:

sudo apt-get install php5 libapache2-mod-php5

6. É necessário reiniciar o Apache. Digite no Terminal:

sudo /etc/init.d/apache2 restart

7. Para testar o Servidor PHP, crie um arquivo chamado teste.php em /var/www com o conteúdo abaixo:

<?php phpinfo(); ?>

8. Acesse o endereço: http://localhost/teste.php . Se tudo estiver OK, irão aparecer informações sobre seu computador, o Apache e o PHP. 9. Para instalar o MySQL,  digite o seguinte no Terminal:

sudo apt-get install mysql-server

10 Vai aparecer uma tela soliicitando que você digite a senha de root, que é a senha de administrador do banco de dados. Você pode deixar em branco – se tiver medo de esquecer 😛 – mas é altamente recomendável que você defina uma. 11. Agora você deve instalar o PHPMyAdmin, que é uma aplicativo web que ajuda a administrar bancos de dados MySQL. Digite no terminal:

sudo apt-get install libapache2-mod-auth-mysql php5-mysql phpmyadmin

12. Escolha o apache2 para configurar automaticamente. 13.  O sistema vai pergunta se você quer configurar banco de dados para phpmyadmin com dbconfig-common. Escolha "Sim". Depois digite a senha do banco que você escolheu antes, e escolha uma senha para a base do PHPMyAdmin (pode ser a mesma do MySQL). PARABÉNS! Se você conseguiu completar todos os passos, instalou o Apache, o MySQL, o PHP e o PHPMyAdmin no seu computador. Todos os arquivos devem ser armazenados em /var/www. O PHPMyAdmin pode ser acessado através do endereço http://localhost/phpmyadmin

Atualização em 15/03/2016

Seis anos depois e esse post continua útil :P. Acabei de usá-lo novamente, mas tive um pequeno problema no final. Depois de instalar o PHPMyAdmin, ele não abria pelo navegador. Se isso acontecer com você no Ubuntu 14.04 em diante ou no Linux Mint 17 (onde testei) em diante, basta criar um link apontando para o PHPMyAdmin:

sudo ln -s /usr/share/phpmyadmin /var/www/html

Fonte: http://askubuntu.com/questions/387062/how-to-solve-the-phpmyadmin-not-found-issue-after-upgrading-php-and-apache


Quebra de página para impressão usando CSS

Se você tem uma página onde é exibido vários textos, pode ser necessário fazer uma quebra de página para que cada texto apareça em uma página diferente, de forma que a impressão fique mais organizada. Para fazer isso, você deve colocar cada texto detro da DIV abaixo:

<div style="page-break-before: always">TEXTO</div>

Se você tiver vários textos separados, cada texto deverá estar dentro de uma das tags mostradas acima.


Alterar o valor de Auto Increment no MySQL

Quando for preciso começar o ID (em auto increment) de uma tabela por um número específico, ou seja, se você quizer que os IDs dos clientes comecem por 1000, ao invés de zero, ou qualquer outro numero, ou até mesmo modificar esse valor depois que já existem registros na tabela, basta fazer da seguinte forma:

ALTER TABLE `banco`.`tabela` AUTO_INCREMENT = VALOR

Exemplo:

ALTER TABLE `loja`.`clientes` AUTO_INCREMENT = 953

Identificar o último registro inserido em uma tabela do MySQL com o PHP

Em uma tabela com um campo com autoincrement (onde a cada registro é gerado um número sequencial para identificá-lo), as vezes necessitamos identificar qual o id desse último registro inserido.

Para isso existe uma função muito simples do PHP: mysql_insert_id()

O uso dela também é muito simples. Logo após ter feito o mysql_query(), basta igualar a uma variável. Se houver mais de uma conexão ao banco de dados, você deve passar esse link através da função (mysql_insert_id($link)).

Exemplo:

$sql = "INSERT INTO `pessoas` (`id_pessoa` , `nome_pessoa` )
VALUES (NULL , 'Tiago Passos');";
$query = mysql_query($sql);

$ultimo_id = mysql_insert_id(); // SE SÓ HOUVER UMA CONEXÃO COM O BANCO

  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress