Servidor dedicado (VM) por US$5 ao mês!
Saiba mais sobre a DigitanOcean: Adeus Amazon (AWS)... Olá DigitalOcean!

Faça uma recarga de celular e ganhe R$10 de volta!

Windows

Como enviar áudio do Notebook / PC para o Smartphone por WI-FI ou Cabo

Meu PC não tem bluetooth, e queria utilizar o fone bluetooth ligado no celular para poder ouvir música.

Procurei um aplicativo que fizesse isso e entrei o Sound Wire.

O PC (computador ou notebook) pode estar ligado por cabo ou WI-FI, e o Smartphone deve estar no WI-FI.

Ambos devem estar na mesma rede (preferencialmente conectados no mesmo roteador). A configuração é muito simples.

Basta instalar o aplicativo de Android:

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.georgie.SoundWireFree

E depois instalar o aplicativo para PC (Tem Windows XP, Windows 7, Windows 10 e Linux):

http://georgielabs.net/

Abra os dois aplicativos, e coloque o IP do computador no celular. Esse IP é o que aparece quando você abre o aplicativo do PC. Veja nas imagens abaixo:

E pronto. Já começa a funcionar automaticamente. 🙂

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=_le66hoi4EI


Comprou um notebook com Windows? Você tem direito a reembolso!

É bastante comum notebooks vendidos hoje em dia saírem de fábrica com o Windows instalado. Mas você sabia que isso é ilegal? Isso mesmo: ILEGAL.

A legislação brasileira proíbe a venda casada. Notebook (hardware) e Windows (software) são produtos distintos. Mas como conseguir o reembolso?

A maioria dos fabricantes fazem de tudo para que você desista, passando por cima dos seus direitos e na maior cara de pau, fazem de conta que não sabem do que você está falando.

Mas você tem dois argumentos básicos para conseguir receber o dinheiro:

1. A legislação brasileira proíbe a venda casada – como já foi dito;

2. O contrato que deve ser aceito na instalação do Windows – aqueeeele, que ninguém nunca lê – diz claramente que se você não aceitar o contrato, deve solicitar o reembolso com o fabricante.

Mas ATENÇÃO! Você não pode aceitar esse contrato! Se você aceitar, pode atrapalhar o processo de reembolso. Clique aqui e leia o relato de André Noel sobre a experiência dele com a Dell.

Repasse esse artigo para os seus amigos. Isso vai forçar os fabricantes a oferecerem a opção de venda sem o sistema operacional da Microsoft, como já acontece em alguns países.


Workrave – um programa que ajuda a impedir a L.E.R. (Lesão por Esforço Repetitivo)

Dores, inflamações e irritações nos braços, pulsos e mãos são os principais sintomas da L.E.R. (Lesão por Esforço Repetitivo) e D.O.R.T (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho). As pessoas que trabalham executando atividades repetitivas são as que correm maiores riscos de adquirir a doença – que não tem cura. Boa parte das vítimas da L.E.R. são pessoas que trabalham em escritórios, bancos e é claro, profissionais de TI. Mas o que podemos fazer para evitar?

Alongamentos no Trabalho
Fazer alongamentos é uma das melhores formas de evitar a L.E.R.

A forma mais eficiente de evitar a L.E.R. é fazer pausas regulares. É interessante dar uma pequena caminhada – ir ao banheiro ou tomar um café – uma vez por hora, além de exercícios e alongamentos específicos, antes, depois e durante a jornada de trabalho. No blog do Dr. Mousinho você pode encontrar alguns exercícios. Você pode usar um cronômetro para te ajudar a controlar o tempo de cada alongamento, mas muita gente tem problemas em se lembrar de fazer os exercícios, e é aí que entra o Workrave.

Trata-se de um programa que, através de alguns cronômetros, te ajuda a lembrar de fazer os alongamentos, as pausas a cada hora (descanço), e introduz um outro conceito: a micropausa. Na micropausa se entende que você não pode passar vários minutos fazendo uma atividade repetitiva intensa, então se você passar esse tempo digitando, por exemplo, ele mostra um aviso para você parar por alguns segundos. Quando chega a hora do “descanço”, ele mostra na tela alguma sugestões de alongamentos, e se você é um workaholic, ele te lembra da hora de ir pra casa. Você pode configurar o tempo de cada intervalo. O programa tem versões para Windows e para Linux. Veja aqui como instalar nos Linux Fedora ou Ubuntu.

Fazer isso reduz bastante a chance de você adquirir essa tão temida doença. Lembre-se: a L.E.R. é crônica, ou seja, não tem cura. A única coisa que você fazer é previnir.


Definir Windows como padrão no boot do GRUB no Linux Ubuntu e reduzir espera

Vou mostrar como definir o Windows como padrão na inicialização do GRUB e reduzir o tempo de espera.

A minha necessidade em fazer isso foi a seguinte. Uso o Prey como ferramenta para me auxiliar caso meu notebook seja roubado. Para que o programa faça algum efeito, é necessário que a pessoa que o roubou utilize o sistema operacional que já está instalado, para que as fotos possam ser tiradas. O Prey tira fotos de usuário através da webcam e envia para o servidor, tornando mais fácil a recuperação do notebook. Veja como instalar o software aqui.

Caso a pessoa formate o computador, minhas chances de recuperá-lo seriam praticamente nulas. Como a maioria das pessoas usa Windows, deixar o Windows como padrão e sem senha, seria uma forma interessante de mantê-la utilizado o sistema da Microsoft sem formatar o computador por pelo menos alguns dias. Dias bastante valiosos nesses momentos.

Reduzi o tempo de espera do Grub. Dessa forma é possível que a pessoa nem note que existe outro sistema operacional, ou pelo menos não faça questão de removê-lo. Vamos à explicação:

Abra o terminal (Aplicativos/Acessórios/Terminal). Digite:

cat /boot/grub/grub.cfg | grep menuentry | nl -v 0

Sempre que solicitado, digite sua senha.

Esse comando irá retornar quais são os sistemas operacionais configurados no Grub. No meu caso, retornou o seguinte:

0 menuentry 'Ubuntu, com Linux 2.6.32-26-generic'...
1 menuentry 'Ubuntu, com Linux 2.6.32-26-generic (modo de recuperação)'...
2 menuentry 'Ubuntu, com Linux 2.6.32-25-generic'...
3 menuentry 'Ubuntu, com Linux 2.6.32-25-generic (modo de recuperação)'...
4 menuentry 'Ubuntu, com Linux 2.6.32-24-generic'...
5 menuentry 'Ubuntu, com Linux 2.6.32-24-generic (modo de recuperação)'...
6 menuentry "Memory test (memtest86+)"...
7 menuentry "Memory test (memtest86+, serial console 115200)"...
8 menuentry "Windows 7 (loader) (on /dev/sda2)"...

O Windows está na posição 8, e o Ubuntu na 0.

Agora abra o arquivo /etc/default/grub para editar as configurações do Grub:

sudo gedit /etc/default/grub

Altere o seguinte código:

GRUB_DEFAULT=0

Para o número referente ao Windows. No meu caso, deixei assim:

GRUB_DEFAULT=8

E altere o tempo de espera de:

GRUB_TIMEOUT=10

Para:

GRUB_TIMEOUT=1

Alterei pra 1 segundo, mas você pode colocar o valor que quizer (em segundos).

Agora é só voltar para o Terminal e digitar o seguinte:

sudo update-grub

Esse último comando vai atualizar as informações referentes ao Grub.

Pronto. Agora é só reiniciar!


Acessar o MySQL pelo Prompt do Windows

Vez ou outra é necessário acessar o MySQL por linha de comando. Se você estiver no Windows, isso também é possível.

Clique no menu Iniciar, depois Todos os Programas (Windows 7). Em seguida clique em Acessórios, e depois em Prompt de Comando.

Se você tiver instalado o MySQL utilizando o Wamp ou XAMPP ele fica em uma pasta diferente de c:\mysql. Acesse – pelo prompt – a pasta onde fica o MySQL.

Se for o XAMPP, por exemplo, o executável fica em c:\xampp\mysql\bin

Depois que abrir a telinha preta, digite:

mysql -u <nome de usuário*> -p

Pronto. Agora é só digitar qualquer comando (SELECT, UPDATE etc.) que ele irá funcionar normalmente.

* o nome de usuário padrão, geralmente é root. Se a instalação é padrão, a senha está em branco, então é só apertar enter.


Instalar Fontes do Windows no Ubuntu 10.04

Por um motivo ou outro você pode precisar usar uma fonte como Times New Roman ou Arial – talvez um trabalho acadêmico – e essas fontes não estão disponíveis originalmente no Ubuntu 10.04. Porém, com apenas um comando é possível instalá-las.

As fontes que vêm no pacote são:

  • Andale Mono
  • Arial Black
  • Arial (Bold, Italic, Bold Italic)
  • Comic Sans MS (Bold)
  • Courier New (Bold, Italic, Bold Italic)
  • Georgia (Bold, Italic, Bold Italic)
  • Impact
  • Times New Roman (Bold, Italic, Bold Italic)
  • Trebuchet (Bold, Italic, Bold Italic)
  • Verdana (Bold, Italic, Bold Italic)
  • Webdings

Para instalar, abra o Terminal (Aplicativos -> Acessórios -> Terminal) e digite o seguinte:

sudo apt-get install msttcorefonts

Digite sua senha de root, e pronto!

PS: Talvez seja necessário deslogar e logar novamente para que as fontes estejam disponíveis para uso.


Acessando máquina rodando Windows com o Linux Ubuntu 9.04

No caso de você precisar copiar arquivos que estão em uma máquina rodando Windows (no caso foi utilizado o Windows 7, mas deve funcionar no XP e no Vista também), através do Ubuntu, os dois computadores devem estar na mesma faixa de IP. Por exemplo: um computador não pode ter IP 10.1.1.1 e outro 192.168.254.1. Mas você pode colocar 192.168.254.1 pra um e 192.168.254.2 pra outro.

Pra garantir que os dois se acessarem, modifique o IP. Se um tiver 192.168.254.1, é interessante que o outro tenha um IP como 192.168.254.2, ou 192.168.254.10 etc.

Se os dois não estiverem na mesma faixa, você pode modificar o IP do computador rodando Ubuntu da seguinte forma:

Abra o Terminal (Aplicativos / Acessórios / Terminal) e digite:

sudo ifconfig

eth0 = Primeira placa de rede
eth1 = Segunda placa de rede
wlan0 = Placa Wireless

Se você quizer modificar a eth0, digite o seguinte:

ifconfig eth0 down

Depois modifique o IP dela da seguinte forma:

ifconfig eth0 192.168.254.100 netmask 255.255.255.0 up

Se você não souber qual o ip da máquina que roda Windows, abra o prompt de comando (cmd) e digite ipcofig.

O endereço é o que está na linha “Endereço IPv4”.

Pra estar se as máquinas estão se enxergando, você pode dar tanto no Terminal do Linux, quanto no Prompt do Windows um ping na outra máquina. Ex.: ping 192.168.254.100

Pronto. Agora você pode acessar a máquina windows pelo ambiente gráfico do Ubuntu. Vá em Locais, Pasta Pessoal. Clique em Rede, Rede Windows, Escolha o grupo, e máquina deverá estar visível. Quando pedir uma senha, digite sua senha de usuário do Windows.


Como criar uma conta no Dropbox

Imagine que você acessa diariamente seu desktop, seu notebook, o computador da sua empresa e seu Smart Phone (iPhone, celular com Android ou BlackBerry) ou iPad. Organizar seus arquivos deve ser um problema, certo? Agora imagine que você está viajando e percebeu que precisa urgentemente de um arquivo que está no seu computador, em casa, mas não tem ninguém em casa. O que você faz?

Agora imagine uma terceira situação: deu problema em seu computador, e tinha um arquivo importantíssimo que estava só nele e você perdeu. Como se resolve isso?

O Dropbox é um sistema multi-plataforma (funciona em Linux, Windows, Mac, iPad e Smart Phones) e com ele você pode resolver todos esses problemas. Você pode deixar todos os seus arquivos na nuvem. Mas como funciona isso na prática?

Pra que o Dropbox funcione, você tem que instalar ele em cada computador ou Smart Phone que deseja ter os arquivos sincronizados. A partir do momento que você instala, uma pasta é criada com o nome de Dropbox. No Windows ela ficará na pasta Meus Documentos. No Linux, na sua pasta home.

A partir dalí, tudo que você jogar nessa pasta será mandado automaticamente para o servidor do Dropbox, e assim que esse arquivo tiver sido enviado, todos os outros dispositivos onde você instalou o Dropbox começarão a baixar esse arquivo. Tudo automaticamente. Legal né?

Dessa forma você tem seus arquivos importantes sempre compartilhados entre todos os seus dispositivos!

O serviço disponibiliza gratuitamente 2GB para você armzenar seus arquivos, mas se você precisar de mais espaço, existem contas pagas de 50GB e 100GB. Mas tem um presentinho do Dropbox pra você!

Quando você se inscreve, você recebe um link que pode enviar para seus amigos. Cada vez que alguem se inscreve e começa a usar o Dropbox através desse link, você ganha 250MB. Sua conta pode ficar com até 10GB! Se inscrevendo por esse link, você já ganha 250MB.

Informação adicionada em 06/06/2011: Depois de utilizar o Dropbox por alguns anos, hoje estou utilizando o SpiderOak.com. Clique aqui e saiba o motivo. Se mesmo assim você quer usar o Dropbox, siga os passos abaixo para criar sua conta.

Abaixo vou mostrar telas de como se inscrever no Dropbox. Se você não tem dificuldades com inglês, o site é bastante intuitivo. Basta clicar aqui.

 

Se você se interessou pela receita de bolo de caneca que eu esqueci de tirar da minha barra de favoritos antes de tirar os prints da tela, ela tá aqui: http://comidinhasdamiss.blogspot.com/2008/01/bolo-da-caneca-3-minutos.html 😛


Montando Automaticamente Partições NTFS no Linux Debian Lenny

O Debian Lenny (5.0) não monta partições NTFS por padrão. Irei mostrar como fazer isso, e como fazer o sistema montar automaticamente quando é inicializado.

Abra o Terminal (Aplicações -> Acessórios -> Terminal)

digite:

su

Baixe o pacote ntfs-3g:

apt-get install ntfs-3g

Crie o diretório onde a partição será montada:

mkdir /media/windows

Monte a partição

mount -t ntfs-3g /dev/sdaX /media/windows

No caso, sdaX deve ser subtituido pela referência certa à partição que você quer utilizar. Se você não sabe que referência é essa, você pode ver pelo GParted. Caso não tenha instalado, é simples:

apt- get install gparted

Depois vá em Sistema -> Administração -> Partition Editor. Lá vai ter os códigos das partições.

Depois que você montou a partição, agora você deve configurar pra que ela seja montada quando o sistema iniciar: Abra o arquivo /etc/fstab:

gedit /etc/fstab

Acrescente a seguinte linha ao final do arquivo:

/dev/sdaX     /media/windows ntfs-3g defaults 0 0

Lembre de substituir o sdaX pelo valor certo.

Pronto! 🙂


Montando automaticamente partições NTFS no Linux Ubuntu 10.04

Como possuo o Windows 7 e Ubuntu 10.04 na mesma máquina (em dual boot), optei por deixar meus arquivos pessoais em uma partição NTFS (do Windows). Dessa forma é mais fácil enxergar meus arquivos pessoais notois sistemas operacionais, já que o Linux enxerga as partições NTFS, mas o Windows não enxerga (nativamente) as partições Ext3 (Linux).

Com isso me apareceu um problema. Utilizo um software de Sincronização de arquivos chamado Dropbox. Ele inicia junto com o Linux (ou Windows) e procura pela pasta que foi indicada na sincronização. Como o Ubuntu não monta automaticamente as partições na inicialização, e sim quando você clica na partição, o programa sempre dava erro, pois não conseguia encontrar a pasta indicada.

Para que as partições sejam montadas junto com a inicialização do Ubuntu, basta seguir os passos:

Abra o Terminal (Aplicativos / Acessórios) , e digite o seguinte

sudo apt-get update
sudo apt-get install ntfs-config pmount

O primeir comando atualiza o repositório. O segundo baixa e instala os pacotes ntfs-config e pmount.

Você também pode fazer a mesma coisa utilizando o modo gráfico através do Gerenciador de Pacotes Synaptic (Sistema / Administração). Lembre de antes clicar no botão recarregar para atualizar os repositórios.

Depois de instalados os pacotes, agora você deve configurar o utilitário indo no menu Sistema -> Administração -> Ferramentas de Configuração NTFS. Digite sua senha e depois escolha as partições que quer e na tela seguinte deixe a opção “Ativar suporte a escrita para dispositivo interno” marcada.

Pronto. Agora é só reiniciar o sistema.


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress