Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Tag: tomcat

Instalando o Tomcat 7 com OpenJDK (Java) 7 no Centos Linux 6

O Tomcat 7 utiliza precisa do Java (JDK) para funcionar. Você pode utilizar o Java da Oracle, o OpenJDK ou outro.

A vantagem de utilizar o OpenJDK é que, além de poder ser instalado pelo repositório, e assim você poder atualizar junto com o sistema (yum update), ele é completamente livre, diferente do Java da Oracle.

No nosso teste abaixo, utilizei o Centos 6.3 Minimal, que pode ser obtido clicando aqui.

Assuma o poder de root através do comando su ou sudo su e depois siga o passo-a-passo abaixo.

Atualize o sistema:

yum -y update

Instale o OpenJDK 7:

yum install -y java-1.7.0-openjdk

Baixe o Tomcat 7. Caso o link abaixo não funcione, baixe a versão mais recente em: tomcat.apache.org

wget http://apache.tradebit.com/pub/tomcat/tomcat-7/v7.0.35/bin/apache-tomcat-7.0.35.tar.gz

Descompacte o Tomcat 7

tar -zxvf apache-tomcat-7.0.35.tar.gz

Mova para o local correto (escolher o diretório /var, mas pode ser outro)

mv apache-tomcat-7.0.35 /var/tomcat7

Libere a porta 8080 no Iptables

/sbin/iptables -I INPUT -p tcp --dport 8080 -j ACCEPT
/etc/init.d/iptables save
service iptables restart

Para editar arquivos de texto, você pode utilizar o vi, vim ou outro editor de sua preferência. Os comandos básicos do vi e vim são os mesmos.

Crie o arquivo tomcat7 dentro do diretório /etc/init.d/ com o conteúdo abaixo:

#!/bin/bash 
# description: Tomcat Start Stop Restart 
# processname: tomcat6
# chkconfig: 234 20 80 
 
case $1 in
   start)
    /var/tomcat7/bin/startup.sh;;
   stop)
    /var/tomcat7/bin/shutdown.sh;;
   esac
   exit 0

Depois dê permissão de execução ao arquivo:

chmod +x /etc/init.d/tomcat7

Agora você pode iniciar o Tomcat 7 como serviço:

service tomcat7 start

Se quizer parar:

service tomcat7 stop

Para que o Tomcat 7 inicie automaticamente quando ligar o computador:

chkconfig tomcat7 on

Pronto! Agora é só colocar suas aplicações web java na pasta /var/tomcat7/webapps


Fontes para Windows não funcionam no Centos Linux 6

Para resolver esse pequeno problema, copie todas as fontes que você quer para o diretório /usr/share/fonts

Atualize o sistema:

yum update

Instale as dependências:

yum install freetype

Se sua instalação for x86_64 (64 bits), instale o pacote rpm fontconfig-2.8.0-3.el6.x86_64.rpm:

rpm -Uvh ftp://mirror.switch.ch/pool/1/mirror/scientificlinux/6rolling/x86_64/os/Packages/fontconfig-2.8.0-3.el6.x86_64.rpm

Se sua instalação for i386 (32 bits), instale o pacote rpm fontconfig-2.8.0-3.el6.i686.rpm:

rpm -Uvh ftp://mirror.switch.ch/pool/1/mirror/scientificlinux/6rolling/i386/os/Packages/fontconfig-2.8.0-3.el6.i686.rpm

Se os endereços acima não funcionarem, você pode procurar um outro pelo site rpm.pbone.net

E por último, basta rodar o seguinte comando:

fc-cache -f -v

Caso esteja utilizando um servidor web como Tomcat ou Apache, talvez seja necessário reiniciar o serviço para que as alterações façam efeito.

Fonte: http://www.centos.org/modules/newbb/viewtopic.php?topic_id=39629&forum=55


Instalando Tomcat 6 com o Wget e iniciando como serviço no Centos 6

O Tomcat 6 é uma das poucas aplicações que prefiro instalar com Wget ao invés de utilizar o yum. Mas e óbvio que isso é uma opção pessoal, e não estou dizendo que é a melhor.

A maioria das aplicações já está utilizando o Tomcat 7, o que é mais recomendado. Mas algumas aplicações só funcionam no Tomcat 6, e precisam ser migradas para o Tomcat 7.

A distribuição que estou utilizando no exemplo é CentOS 6.3, já com acesso à internet previamente configurado. A ISO dela é essa: CentOS-6.3-x86_64-minimal.iso.

Nesse artigo não vou considerar as melhores práticas de segurança. Isso é assunto para um próximo artigo.

A versão utilizada foi a 6.0.35. Caso o link que não funcione, ou queira verificar se existe uma versão mais nova, acesse: http://tomcat.apache.org/download-60.cgi

Acesse a máquina como root, e vamos ao passo-a-passo da instalação básica:

#Atualizando o sistema
yum -y update

#Instalado as dependências
yum -y install nano wget java-1.6.0-openjdk

#Indo para o diretório raiz (/)
cd /

#Baixando o Tomcat 6
wget http://apache.mirror.pop-sc.rnp.br/apache/tomcat/tomcat-6/v6.0.35/bin/apache-tomcat-6.0.35.tar.gz

#Descompactando
tar -zxvf apache-tomcat-6.0.35.tar.gz

#Movendo para a pastar /var
mv /apache-tomcat-6.0.35 /var/tomcat6

#Dando permissão de execução na pasta bin
chmod +x /var/tomcat6/bin

#Liberando as portas no firewall (iptables)
/sbin/iptables -I INPUT -p tcp --dport 8080 -j ACCEPT
/sbin/iptables -I OUTPUT -p tcp --dport 8080 -j ACCEPT
/etc/init.d/iptables save
/etc/init.d/iptables restart

#Iniciando o Tomcat
/var/tomcat6/bin/startup.sh

Pronto. A instalação básica já está pronta. Agora é só acessar o servidor através de um endereço como: 192.168.0.254:8080 – trocando pelo IP correto, é claro.

Se você não sabe qual o IP, basta dar um ifconfig e olhar em "inet end".

Agora vamos configurar o Tomcat 6 como serviço e iniciar automaticamente quando a máquina ligar.

Coloque o conteudo abaixo dentro do arquivo /etc/init.d/tomcat6 (nano /etc/init.d/tomcat6)

#!/bin/bash  
# description: Tomcat Start Stop Restart  
# processname: tomcat  
# chkconfig: 234 20 80  

case $1 in
   start)
    /var/tomcat6/bin/startup.sh;;
   stop)
    /var/tomcat6/bin/shutdown.sh;;
   restart)
    /var/tomcat6/bin/shutdown.sh
    /var/tomcat6/bin/startup.sh;;
   esac
   exit 0

Depois dê permissão de execução ao script:

chmod +x /etc/init.d/tomcat6

A partir de agora, você pode iniciar, parar e reiniciar o Tomcat 6 da seguinte forma:

#Iniciando o Tomcat 6
service tomcat6 start

#Parando o Tomcat 6
service tomcat6 stop

#Reiniciando o Tomcat 6
service tomcat6 restart

Para finalizar, vamos configurar o serviço para iniciar quando a máquina ligar:

chkconfig --add tomcat6
chkconfig --level 234 tomcat6 on

Mais informações: http://www.davidghedini.com/pg/entry/install_tomcat_6_on_centos


Debug remoto com o NetBeans e Tomcat no Linux

Passei algum tempo pra fazer isso funcionar, mas finalmente consegui. Debugar (depurar) em um servidor remoto é bastante útil e economiza bastante tempo. No meu caso, tenho uma lib (jar) que é importada no projeto, e a única forma de debugar ela com o projeto rodando, foi utilizando o debug remoto (mesmo estando no mesmo servidor).

É bastante interessante utilizar um Tomcat que foi instalado separadamente, e não o que foi instalado com o NetBeans. No meu caso, não instalei do repositório (apt, yum etc.), mas baixei o pacote compactado no site e extraí na pasta /opt/tomcat6.

O procedimento foi testado no Linux Mint Debian Edition (LMDE), mas muito provavelmente funcionará em outras distribuições, especialmente Debian e Ubuntu. A versão do NetBeans é a 7.1.1 e o Tomcat 6.0.35.

Vá no Terminal e digite o seguinte comando

sudo java -jar -Xdebug -Djava.compiler=NONE -Xrunjp:transport=dt_socket,server=y,suspend=n,address=7001 -Duser.dir="/opt/tomcat6" -Djava.endorsed.dirs="/opt/tomcat6/common/endorsed" "/opt/tomcat6/bin/bootstrap.jar" start

Lembre-se de substituir pelos diretórios corretos para o seu caso.

Se a mensagem "INFO: Server startup in X ms" apareceu, quer dizer que até aí deu tudo certo.

Depois é só ir no NetBeans para anexar o depurador. Acesse o menu "Depurar" (em inglês deve ser "Debug") e depois "Anexar Depurador" (em inglês deve estar como "Attach Debugger").

Coloque a porta 7001 e o host deve ser a máquina onde está o tomcat (o IP ou o nome). E pronto. Agora é só abrir sua aplicação e colocar os pontos de interrupção onde você quizer!

Informação adicionada em 26/12/2012:

Graças à colaboração (através dos comentários) de Afonso, vou mostrar uma forma bem mais simples (e que resolverá seu problema caso não esteja conseguindo debugar)

Ao invés de chamar o tomcat através da linha abaixo:

sudo java -jar -Xdebug -Djava.compiler=NONE -Xrunjp:transport=dt_socket,server=y,suspend=n,address=7001 -Duser.dir="/opt/tomcat6" -Djava.endorsed.dirs="/opt/tomcat6/common/endorsed" "/opt/tomcat6/bin/bootstrap.jar" start

Simplesmente adicione ao catalina.sh, logo após os comentários (linhas que começam com #), a linha abaixo:

CATALINA_OPTS=”-Xdebug -Xrunjdwp:transport=dt_socket,address=7001,server=y,suspend=n”

E reinicie seu Tomcat. O resto dos passos você pode fazer da mesma forma, e assim você poderá depurar/debugar suas classes remotamente!

Fonte: http://ahm507.blogspot.com.br/2006/12/netbeans-remote-debugging.html


Instalar Ubuntu 10.04 Server + Tomcat + PostgreSQL

Neste post vou ilustrar, através de prints, como instalar o Ubuntu Ubuntu 10.04 Server + Tomcat + PostgreSQL, que é um ambiente de produção utilizado em muitas aplicações web.

Vou partir do pressuposto que você irá realizar o processo em uma máquina física com HD vazio (ou que possa ser esvaziado) ou em uma máquina virtual. Para segunda opção, recomendo o Virtualbox

O Ubuntu 10.04 Server possui suporte até abril de 2015, e atualmente é a versão servidor mais estável da Canonical. Se você ainda não possui a imagem (ISO), pode baixar aqui.

Abaixo segue o passo-a-passo:

 


 

 

 


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress