Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Tag: update

Configurando Proxy pelo Terminal no Linux Mint e Ubuntu para utilizar o apt-get

Se você está em uma rede em que um proxy precisa ser configurado manualmente e não está conseguindo utilizar o apt (Exemplo: apt-get update) no Linux Mint ou Ubuntu, pode ser necessário configurar manualmente o Proxy. Sendo assim, execute os abaixo no Terminal (CTRL + ALT + T):

No Linux Mint:

sudo pluma /etc/apt/apt.conf

No Linux Ubuntu:

sudo gedit /etc/apt/apt.conf

Se o proxy POSSUI usuário e senha, coloque o seguinte conteúdo no arquivo:

Acquire::http::proxy "http://Usuario:Senha@Servidor:Porta/";
Acquire::https::proxy "https://Usuario:Senha@Servidor:Porta/";
Acquire::ftp::proxy "ftp://Usuario:Senha@Servidor:Porta/";
Acquire::socks::proxy "socks://Usuario:Senha@Servidor:Porta/";

Se o proxy NÃO POSSUI usuário e senha, coloque o seguinte conteúdo no arquivo:

Acquire::http::proxy "http://Servidor:Porta/";
Acquire::https::proxy "https://Servidor:Porta/";
Acquire::ftp::proxy "ftp://Servidor:Porta/";
Acquire::socks::proxy "socks://Servidor:Porta/";

Pronto. Agora seu proxy está funcionando! Dúvidas? Pergunte nos comentários!

O procedimento foi testado no Linux Mint 17

Fonte: http://community.linuxmint.com/tutorial/view/2002


Sakila: Banco de Dados MySQL para Estudo/Treinamento com Estrutura em Português

Algumas semanas atrás estava ministrando um treinamento de SQL Básico para os novos estagiários na empresa em que trabalho, e o conteúdo era formado basicamente por: SELECTs, INSERTs, UPDATEs e DELETEs. A criação de tabelas e bancos não fazia parte da ementa. Com isso me veio a seguinte dúvida:

Será que não existe nenhuma base de dados que possa ser usado como exemplo num caso como esses? Uma base que já venha preenchida – com dados fictícios – para que seja melhor compreendido o uso de SELECTs utilizando JOINS, por exemplo?

Foi aí que encontrei um projeto chamado Sakila, desenvolvido para o MySQL, que é exatamente o que eu estava procurando. Trata-se de uma base de dados de uma locadora fictícia, e contém filmes, atores, clientes, locações, funcionários e tudo mais que uma sistema de locadora teria direito. Bastante útil para o que eu precisava. Você pode baixar o Sakila original em inglês aqui e outras bases de exemplo aqui.

O único "problema" é que a estrutura do Sakila é toda em inglês. Na verdade, não é exatamente um problema, mas isso pode dificultar um pouco a compreensão de quem não é muito bom em inglês.

Para resolver isso, eu traduzi a estrutura da base, ou seja, nomes de tabelas, colunas e chaves. O projeto original também possui outros recursos, como triggers, views e procedures, mas como não era do meu interesse no momento, eu removi esses recursos da base.

Para fazer o download do Sakila com estrutura em português, clique aqui.

Futuramente pretendo criar versões do Sakila para outros SGBD's, como o PostgreSQL e SQL Server, mas por causa do meu pouco tempo, não posso precisar uma data. Se você tiver interesse de colaborar com outros usuários do blog e fazer uma versão diferente, terei prazer em colocar o link aqui. 🙂

Caso você precise da base de dados para algum trabalho acadêmico ou qualquer outro uso, fique à vontade para usar!


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress