Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Archive for Abril, 2013

Problema com o Nagios: Could not read object configuration data!

Se você abriu seu "painel de controle" do Nagios e deu de cara com esse problema (Could not read object configuration data!) em algumas páginas, esse post pode lhe ajudar.

A mensagem completa é essa:

Whoops!

Error: Could not read object configuration data!

Here are some things you should check in order to resolve this error:

  1. Verify configuration options using the -v command-line option to check for errors.
  2. Check the Nagios log file for messages relating to startup or status data errors.

Make sure you read the documentation on installing, configuring and running Nagios thoroughly before continuing. If all else fails, try sending a message to one of the mailing lists. More information can be found at http://www.nagios.org.

Resolvendo o problema

Existem algumas soluções prováveis para o problema, vou listar uma por uma. A forma de parar o Nagios o Apache pode variar de distribuição para distribuição e também da forma você instalou o Nagios.

Recomendo que você pare e inicie o Apache e o Nagios antes de tentar qualquer uma das soluções propostas abaixo.

No meu caso, que utilizo Centos 6, para parar e iniciar novamente o Nagios e o Apache executo os comandos:

service nagios stop
service httpd stop
service httpd start
service nagios start

O diretório padrão do Nagios também pode mudar. No meu caso é o /usr/local/nagios/

Você também pode parar e iniciar o nagios pelo executável:

/etc/init.d/nagios stop
/etc/init.d/nagios start

Há ainda uma terceira forma de iniciar o Nagios:

/usr/local/nagios/bin/nagios -d /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg

Você pode verificar se o nagios está rodando com o comando ps -ef | grep nagios que deve retonar uma mensagem similar a essa:

nagios 3830 0.2 0.2 4668 1140 ? Ssl 11:35 0:00 /usr/local/nagios/bin/nagios -d /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg

Se precisar forçar o encerramento do Nagios, execute o comando:

killall nagios

Depois de que você parar e iniciar o Apache e o Nagios, teste as opções abaixo:

  1. Verifique seu arquivo de configuração com o comando:
    /usr/local/nagios/bin/nagios -v /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg

    O resutado final tem que ser esse:

    Total Warnings: 0
    Total Errors:   0
    

    Se retornar algum erro (Error) ou aviso (Warning), corrija seu arquivo de configuração (/usr/local/nagios/etc/nagios.cfg) e posteriormente pare o Nagios, o Apache, depois inicie o Apache e Nagios.

  2. Verifique se o disco da máquina não está cheio com o comando df -h. Se estiver, libere espaço em disco. Depois pare o Nagios, o Apache, inicie o Apache e Nagios.
  3. Altere as permissões dos arquivos da pasta do nagios para nagios:nagios e adicione o usuário nagios ao grupo apache:
    chown -R nagios:nagios /usr/local/nagios/
    usermod -G nagios apache

    Não se esqueça de parar o Nagios, o Apache, depois iniciar o Apache e o Nagios.

Você provavelmente já terá corrigido o problema com uma das soluções acima. Se não conseguiu, verifique se o log do Nagios tem alguma coisa que possa lhe ajudar:

tail -f /usr/local/nagios/var/nagios.log

Encontrou uma solução diferente? Adicione nos comentários! 🙂

Mais informações:


ITIL v3 Foundation: Material de Estudo, Simulados e Aplicação de Provas

O que é ITIL?

ITIL (Information Technology Infrastructure Library) é um conjunto de boas práticas a serem aplicadas na infraestrutura, operação e manutenção de serviços de tecnologia da informação. Foi desenvolvida no final da década de 80 e atualmente é pré-requisito para boa parte das vagas oferecidas no mercado. A versão atual (v3) foi publicada em 2007, e atualizada em 2011.

A EXIN é a empresa que administra as provas de certificação, que é composta de 12 diferentes provas e três níveis diferentes: ITIL Foundation, ITIL Expert e ITIL Master.

ITIL - EXIN

Certificação

Para obter a certificação ITIL Foundation, que é o foco desse artigo, é necessário realizar apenas uma prova (presencial ou online) e não é necessário (apesar de ser recomendado) realizar nenhum treinamento oficial, ou seja, o candidato pode estudar por conta própria, fazer a prova e obter a certificação.

Vários centros de testes no Brasil realizam as provas presenciais, que podem ser agendadas no site da Prometric ou Pearson Vue e custam 150 dólares. Provas online são uma opção para que mora em uma cidade que não tem um centro de testes, mas são mais caras: cerca de 199 dólares, dependendo da instituição que realizará o exame. A ITIL Prime é uma delas.

A prova tem 40 questões e você precisa acertar pelo menos 65% delas (26 questões) para ser aprovado. Não é permitido levar nenhum livro ou equipamento eletrônico, e está disponível em português.

Material para estudo e simulados

Agora vamos ao que interessa: o material de estudo e os simulados. Existem diversos materias gratuitos e simulados na internet. Entre eles:


Agora é a hora de aprender Java!

Java é a linguagem de programação mais versátil atualmente, permitindo que o programador desenvolva aplicações desktop, web e até para celular.

Programadores Java estão entre os mais bem pagos atualmente. Você quer aprender Java e não sabe por onde começar? Faça o curso de Java da Trainning e entre de cabeça no mercado de trabalho!

Curso de Java na Trainning

Vai ficar de fora e perder essa oportunidade?

Clique aqui e se inscreva!

Além dos cursos Java, existem outros cursos com matrículas abertas, veja aqui.

Informe publicitário


Curso de inglês gratuito e online oferecido pelo MEC para estudantes de nível superior

Saber pelo menos um inglês básico (especialmente leitura) é essencial pra quem trabalha com TI, não é novidade pra ninguém. A questão é que muitas vezes não temos tempo, nem dinheiro sobrando, já que cursos de inglês demandam bastante tempo, e geralmente são caros.

Agora acabaram-se as desculpas. O CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), e o MEC (Ministério da Educação) estão disponibilizando um curso de inglês online e gratuito, o My English Online.

Para ter direito ao curso, o aluno deve atender aos seguintes requisitos mínimos:

  • Cursando curso de nível superior em instituição pública; ou
  • Ter obtido pelo menos média de 600 (seiscentos) pontos no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) caso esteja cursando curso superior em instituição privada; ou
  • Ser aluno de pós-graduação em Programa de Pós-Graduação recomendado pela CAPES.

Se você atende a esses requisitos, acesse www.myenglishonline.com.br e comece seu curso de inglês! 🙂

 


Descoberta falha de segurança no PostgreSQL

Foi liberada hoje uma atualização de segurança do PosgreSQL para todas as versões ativas (8.4, 9.0, 9.1 e 9.2). A correção feita trata especificamente um bug de alto risco para a integridade do sistema de arquivos. É extremamente recomendado que as atualizações sejam realizadas o quanto antes.

O bug é o seguinte: se alguém abrir uma conexão com o seu servidor, e utilizar um nome de banco de dados que começa com "-", o sistema de arquivos pode ser danificado. O caso é mais grave para servidores que estão expostos à internet sem a devida proteção de Firewall, o que reforça a importância de se fechar o acesso ao servidor e deixar apenas as portas necessárias, para os IP's necessários.

Segundo o site Database Soup, existem 120 mil servidores no mundo expostas à essa falha e em situação de risco.

Fonte: http://www.postgresql.org/about/news/1456/


Criando rapidamente um pen-drive bootável do Linux (inicializável) com uma imagem ISO

No Linux, diferente do Windows, você não precisa de nenhum programa adicional para essa tarefa. O dd (nativo do Linux) faz isso tranquilamente.

Primeiro abra o Terminal (Se for Ubuntu ou Linux Mint: Menu Principal / Acessórios / Terminal), e vire root. Entre na pasta onde está a imagem iso e digite o comando:

dd if=linuxmint-13-mate-dvd-32bit.iso of=/dev/sdc oflag=direct bs=1048576

Trocando linuxmint-13-mate-dvd-32bit.iso pelo nome da imagem que você quer jogar no pen-drive e /dev/sdc pelo caminho do seu pen-drive. Se você não sabe o caminho do seu pen-drive, o comando fdisk -l (também como root) lista todos os dispositivos de armazenamento que estão conectados ao computador no momento. O df -h é um pouco mais "humano" e mais fácil de entender, pode ser uma outra opção.

Você precisa ter certeza que o dispositivo é o correto, pois você perderá todos os dados do dispositivo informado. Lembre-se que você deverá informar o dispositivo (Ex.: /dev/sdc) e não a partição (Ex.: /dev/sdc1). Geralmente o /dev/sda é o HD principal.


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress