Servidor dedicado (VM) por US$5 ao mês!
Saiba mais sobre a DigitanOcean: Adeus Amazon (AWS)... Olá DigitalOcean!

Faça uma recarga de celular e ganhe R$10 de volta!

Author Archive

Preço da comida em Paris

Quando monto meus planejamentos de viagem, uma das maiores dificuldades é saber quanto custa comer no local, já que comida é um dos maiores gastos.

Nesse artigo vou mostrar alguns exemplos de preços de lugares que fui em Paris. Tem supermercado, café e restaurante.

A ideia aqui não é mostrar os preços mais baratos, mas sim os preço a de lugares por onde passei.

A impressão que tive é que os preços não variam tanto na cidade. Um supermercado perto de Bastille (zona não muito turística) tem preços parecidos de um perto da Torre Eiffel.

Se quiser beber, aproveite os Happy Hour. A maioria dos lugares têm e é de 17h a 20h.

Se puder, compartilhe com os outros leitores do blog os preços de lugares por onde você passou! 🙂

Goguete (Museu do Louvre)

  • Coca Cola 500ml €3.80 no
  • Hamburger Bovino com Fritas €15
  • Prato de Macarrão com Molho Pesto

Starbucks (Museu do Louvre)

  • Croissant €1.80 na
  • Capuccino Venti (o maior) €5.40
  • Cinnamon Roll €2.90

Garrafa de Água de 500ml (Louvre) €3

Paul (Estação Gare Du Nord)

  • Macaron €3.30

Pierre Hermé (Arco do Triunfo)

  • Caixa com 4 Macarons €10
  • Obs: esse é um lugar mais “chique”. Você encontra Macarons por €1 na cidade

Café do Museu Rodin

  • Pão com chocolate ou Croissant €1.80
  • Capuccino €3.60
  • Expresso €2
  • Baguete recheada €5.90

Le Pettit Suffren (Perto da Torre Eiffel)

  • Cheeseburger com fritas €16
  • Taça de Vinho Tinto 150ml €5
  • Happy Hour (17 a 20h) com caneca de cerveja, taça de vinho ou coquetéis €6.50

Supermercado Franprix (Perto da Torre Eiffel)

  • Iogurte Danone 4x125g €2.20
  • Queijo Gouda Fatiado 220g €2.50
  • Presunto Fatiado 80g €2.20
  • Suco de Maçã 1l €1.75
  • Miojo 85g €0.90
  • Vinho Rosé 750ml €2.90
  • Pizza Grande Muzzarela €4.00
  • Barra de Chocolate Lindt 100g €1.90

Boulangerie Rue de Charenton

  • Baguete 250g (grande) €0.95

Dicas para o Museu do Louvre

Nesse artigo vou dar algumas dicas práticas que observei com minha ida ao Museum.

Para chegar lá, vá de Metrô. Não desça na estação Louvre/Rivoli e sim na estação Palais Royal/Musée du Louvre. Saia pela saída 2.

Tem uma fila específica pra quem já tem o Paris Museum Pass, que é bem menor. Se você não sabe o que é isso, leia o artigo que escrevi.

É importantíssimo utilizar um áudio guia no Louvre. O museu é gigantesco e você pode passar batido por atrações importantes.

Você tem duas opções de guia:

  1. Alugar lá um Nintendo 3DS por 5€. Já vem com fone de ouvido e tem recursos adicionais para que você consiga se orientar no museu.
  2. Baixar o aplicativo Louvre : ma visite e comprar o áudio guia “The Louvre’s Masterpieces” com comentários das 100 peças mais importantes por €0.99.

Atenção! Se você decidir baixar o aplicativo, leve um fone de ouvido. Se você for alugar o Nintendo 3DS, leve um documento adicional (identidade, carteira de motorista etc). Eles podem pra deixar lá enquanto você está com o aparelho. Também pode ser um cartão de crédito.

Se você não tem o Paris Museum Pass e for alugar o áudio guia de €5 (Nintendo 3DS), compre na hora que for comprar o ingresso, senão vai ter que enfrentar a mesma fila gigante (gigante!) novamente. Caso tenha o Paris Museum Pass, tem um atendimento exclusivo. Na hora que fui estava vazio e consegui comprar o áudio guia sem pegar fila. Dá pra pagar em espécie ou no cartão.

Os pontos de auto atendimento estavam todos quebrados.

Eu esqueci o fone e por isso tive que alugar o aparelho. Achei a ideia muito interessante, mas na prática, super confuso e não consegui usar pra me guiar, mas somente pra ouvir os áudios.

O museu tem milhares de peças, mas nas principais tem um código numérico que você usa para ouvir o comentário em áudio.

Você terá sorte se conseguir ver todas as peças principais em um dia.

Não tem em português. Apenas francês, inglês e espanhol.

Lá no museu, perto do banheiro que fica embaixo da pirâmide de vidro, tem uma área onde você pode carregar seu celular. Você coloca ele em um cofre e escolhe um código para que só você tenha acesso.

Também tem um armário que você pode guardar casaco e mochila. Só pode entrar com mochila/mala pequena. Malas maiores que uma mala de mão não são permitidas.

Leve um lanche e água. Pode ser que você passe muito tempo lá e sai muito mais barato. Mas caso prefira, vende comida e bebida lá dentro. Uma água de 500ml custa 3€ (três euros!).

Às quartas feiras o museu fecha mais tarde (21:45 horas).

Não acho uma boa ideia sair andando aleatoriamente no museu. O que achei mais interessante é pesquisar antes na internet quais as principais obras que você quer ver, e já ir com a localização. O Louvre é gigante! Acho que deveria ter que fazer um curso pra ir lá! (rs). Eu fiquei perdido por tanto tempo dentro do museu que já estava começando a ficar com claustrofobia!

Em alguns pontos estratégicos tem funcionários do museu com mapas que podem lhe orientar.

Algumas das atrações principais:
1. Vênus de Milo fica na ala Sully, térreo, sala 16
2. O Código de Hamurabi pode ser encontrado na ala Richelieu, térreo, sala 3.
3. A Mona Lisa está na ala Denon, 1º andar, sala 6.

Elas estão bem sinalizadas. Então ao chegar no museu, o melhor é ir logo para as atrações que tem maior interesse. Se quiser ver a Mona Lisa, chegue cedo no museu e vá direto pra lá.

Não encontrei onde encher garrafa de água no Louvre (acredite, eu tentei até na torneira do banheiro e não consegui. É automática e desliga quando coloca a garrafa embaixo. Parece ter sido feita pra isso).

Obs: esse artigo foi escrito no celular enquanto ainda estava viajando. Ainda vai ser revisado e melhorado. Se encontrar erros de português, por favor ignore. 🙂


O Paris Museum Pass vale a pena? Onde compro?

O Paris Museum Pass pode valer a pena sim, mas depende do que você quer ver e da sua disponibilidade de tempo. Você deve escolher as atrações que tem interesse, somar os preços individuais delas, e ver se pra você é vantagem.

No meu caso, os museus que tínhamos mais interesse eram: Louvre, Rodin e D’Orsay. Só aí já daria 39€. Pagamos o passe de 4 dias por €62. No primeiro dia vimos o Louvre, no segundo Rodin e D’Orsay, e tínhamos mais dois dias livres para vermos o que quisermos das mais de 50 atrações inclusas.

Mas tem uma coisa muito importante nesse passe: não é só sobre o preço dos ingressos. Quem tem o Paris Museum Pass tem uma fila específica, que é MUITO menor. Podemos comprovar isso no Louvre.

No caso do Louvre, além da fila pra entrar ser bem maior, quem tinha o passe não precisava enfrentar mais uma fila gigante pra comprar o ingresso. Os áudio guias também podem ser alugados sem fila se tiver o passe.

Mas onde eu compro isso?

Alguns lugares vendem esse passe, mas como as informações no site oficial estavam meio imprecisas (chegamos em lugar pra comprar e já estava fechado) vou postar aqui onde conseguimos comprar.

Vá para a estação de metrô Gare Du Nord e procure a placa Mainline Services. Depois vá até o London Hall. Geralmente tem uns trens parados nessa área. Chegando lá, procure por Office de Tourisme (Tourist Office). É lá que vende. Abre todos os dias às 8:30 e fecha às 18:00. Está fechado nos dias 1° de Janeiro (Ano novo), 1° de Maio (Dia do Trabalhador) e 25 de Dezembro (Natal).

Tem para 2, 4 e 6 dias. Para 4 dias custa €62 por pessoa, e tem uma taxa de €0.75. Atenção! Só é possível pagar com cartão de crédito. Eles não aceitam dinheiro.

Depois de comprado, anote seu nome e a data de início do cartão (se você vai começar a usar hoje, coloque a data de hoje).

Recomendo que você só coloque a data no dia que for usar e que compre o ingresso um dia antes, pra não perder tempo.

Caso você decida não comprar o passe, dá pra comprar ingresso da maioria dos museus em algumas lojas FNAC. A loja que fica na estação de metrô Châtelet – Les Halles vende.

Site Oficial do Paris Museum Pass:

https://www.parismuseumpass.com

Obs: esse artigo foi escrito no celular enquanto ainda estava viajando. Ainda vai ser revisado e melhorado. Se encontrar erros de português, por favor ignore. 🙂

Colabore nos comentários. Dê sua opinião, sugestão e informações adicionais!


Vai viajar pra fora e ficar na casa de um amigo? Cuidado para não ser deportado!

Se você vai viajar pra fora do Brasil e vai ficar na casa de um amigo ou parente, é importante ter o seguinte cuidado para não ser deportado!

Para evitar essa situação, é importante levar uma carta convite, que é uma declaração do residente que irá lhe receber.

Cada país possui suas regras. E é importante pesquisar as regras específicas do país de destino.

A depender do país, pode exigir autenticação em cartório no país de destino, pode exigir pagamento de taxa. Em outros, apenas uma declaração simples servirá.

Além disso, caso você vá ficar alguns dias em hotel, hostel ou AirBnb, lembre de imprimir a reserva, pois isso também poderá ser motivo para deportação.


Vale a pena comprar o cartão de Metrô de Paris (e como não ser multado)

Esse post foi feito para ajudar quem vai passar alguns dias em Paris.

Quando estava planejando a minha viagem a Paris, fiquei na dúvida de valia a pena comprar o cartão de Metrô, ou era melhor comprar tickets avulsos.

O cartão de Metrô (Navigo) de 1 semana custa €22.80, e passagem individual €1.90 (valores de maio de 2019). É como se, ao comprar o cartão, você ganhasse 2 passagens, pois comprando duas passagens individuais por dia durante 6 dias daria o mesmo valor do cartão.

Mas tem algumas pegadinhas:

1. O ciclo de cartão é de segunda a domingo, ou seja, se você comprar ele na quinta, ele já vence no domingo, durando 4 dias ao invés de 7. Para aproveitar ao máximo, você teria que comprar na segunda para utilizar até o domingo.

2. Você precisa pagar mais €5.00 pelo cartão.

3. Se você não tiver trazido uma foto, vai ter que tirar uma (no metrô custa mais €5.00).

Atenção! Se você comprou o cartão, cole a foto nele. Se você for parado pela fiscalização (e acredite em mim, isso acontece), terá que pagar €35 em dinheiro ou no cartão de crédito. Caso se recuse a pagar, a polícia será chamada e poderá lhe revisar para pegar o dinheiro.

Em outro artigo (link abaixo) diz que é melhor não correr da multa porque ela pode se multiplicar.

A maior vantagem do cartão, ao meu ver, é poderá entrar e sair do metrô quantas vezes quiser. Você fica livre pra conhecer a cidade utilizando o metrô.

Leia esses dois artigos para saber mais:

https://travel2beer.com/como-não-ser-multado-no-metrô-de-paris-b3fc956e85dd

https://www.viajenaviagem.com/2012/07/paris-comparacao-passes-transporte/

 

 


API do GLPI: Listar chamados novos

O GLPI é uma ferramenta de controle de tickets (chamados).

Para os testes, estou utilizando uma aplicação chamada Postman. Essa aplicação é bastante útil para trabalhar com APIs, e recomendo que utilize a mesma.

O artigo Como autenticar usuário (iniciar sessão / initSession) na API do GLPI é pre-requisito para este artigo.

O endereço do serviço é: http://seuservidorglpi/apirest.php/search/Ticket?is_deleted=0&itemtype=Ticket&sort=158&order=ASC&start=0&criteria[0][field]=12&criteria[0][searchtype]=equals&criteria[0][value]=1&criteria[0][link]=AND

O tipo de requisição que utilizei no teste é GET.

É necessário cadastrar os seguintes campos na aba Headers (Key: Value):

  • Session-Token: [INCLUA_AQUI_O_SESSION_TOKEN]
  • App-Token: [INCLUA_AQUI_O_TOKEN]

O servidor irá retornar a lista de chamados (formato json).


    Como autenticar usuário (iniciar sessão / initSession) na API do GLPI

    O GLPI é uma ferramenta de controle de tickets (chamados).

    Para os testes, estou utilizando uma aplicação chamada Postman. Essa aplicação é bastante útil para trabalhar com APIs, e recomendo que utilize a mesma.

    O endereço do serviço é: http://seuservidorglpi/apirest.php/initSession

    O tipo de requisição que utilizei no teste é GET

    É necessário cadastrar os seguintes campos na aba Headers (Key: Value):

    • Authorization: Basic [INCLUA_AQUI_A_BASIC_AUTHENTICATION]
    • App-Token: [INCLUA_AQUI_O_TOKEN]

    Para gerar a o Basic Authentication, você pode utilizar algumas ferramentas na internet. Eu utilizei a seguinte:

    https://www.blitter.se/utils/basic-authentication-header-generator/

    O App-Token você pode gerar conforme o artigo anterior que escrevi:

    http://blog.tiagopassos.com/2019/03/22/api-do-glpi-como-resolver-problema-error_not_allowed_ip/

    O servidor irá retornar o token como no Exemplo abaixo:

    {
      "session_token": "8bd0bbf4dee0bcbaecb5e8326d5f47a8"
    }
    

    É importante armazenar essa chave para que a mesma possa ser utilizada nos métodos posteriores


    API do GLPI: Como resolver problema ERROR_NOT_ALLOWED_IP

    Realizando alguns testes com a API do GLPI, me deparei com o seguinte erro:

    [
      "ERROR_NOT_ALLOWED_IP",
      "Não há um cliente de API ativo que corresponda a seu endereço IP na configuração (172.18.7.71)"
    ]
    

    Depois de algumas pesquisas, percebi que era necessário cadastrar a máquina que eu estava utilizando para testes na configuração de API do GLPI.

    Esse cadastro é realizado através do caminho: Configurar / Geral / API.

    Depois é só clicar em "Adicionar Cliente de API".

    Preencha os campos como no exemplo:

    • Nome: Teste
    • Ativo: Sim
    • Registrar log de conexões: Desabilitado
    • Intervalo de Endereço: 172.18.6.1 – 172.18.6.255 (no meu caso, meu IP era 172.18.7.71 e está dentro da faixa definida)
    • Token da aplicação (app_token): se necessário, marque re-gerar.

    Em seguida clique no botão Salvar.

    Atenção! É importante notar que você deve estar logado como Super-Admin. No meu caso, tive que alterar para Super-Admin na caixa no canto superior direito.

    Fonte


    Alterando endereço de um blog WordPress

    Alterar o endereço de qualquer site não é, a principio, uma boa ideia. O google vai rebaixar sua classificação (PageRank) e você vai perder os links apontando para seu site. Mas se não tiver jeito, existem algumas formas. Essa que vou mostrar é feita direto na base de dados.

    Não me responsabilizo por eventuais problemas. Recomendo fortemente fazer um backup antes de executar os comandos abaixo.

    Acesse a base de dados (usando o PHPMyAdmin, por exemplo) e rode o comando abaixo:

    UPDATE wp_options SET option_value = 
     replace(option_value, 'http://www.blogvelho.com.br', 'http://www.blognovo.com.br') 
     WHERE option_name = 'home' OR option_name = 'siteurl';
    
    UPDATE wp_posts SET guid = 
     replace(guid, 'http://www.blogvelho.com.br','http://www.blognovo.com.br');
    
    UPDATE wp_posts SET post_content = 
     replace(post_content, 'http://www.blogvelho.com.br', 'http://www.blognovo.com.br');
    
    UPDATE wp_postmeta SET meta_value = 
     replace(meta_value,'http://www.blogvelho.com.br','http://www.blognovo.com.br');
    

    Fonte


    Criar usuário somente leitura no PostgreSQL 9+

    Tem vários artigos na internet falando como realizar o procedimento, mas a maioria não funciona nas versões 9+, então, compartilho aqui como consegui fazer funcionar:

    Usuário: readonly
    Senha: readonly
    Banco de Dados: foo

    
    CREATE USER readonly  WITH ENCRYPTED PASSWORD 'readonly';
    GRANT USAGE ON SCHEMA public to readonly;
    ALTER DEFAULT PRIVILEGES IN SCHEMA public GRANT SELECT ON TABLES TO readonly;
    
    -- repita o codigo abaixo para cada banco de dados
    
    GRANT CONNECT ON DATABASE foo to readonly;
    \c foo
    -- o codigo abaixo concede o privilegio em novas tabelas geradas no banco "foo"
    ALTER DEFAULT PRIVILEGES IN SCHEMA public GRANT ALL ON TABLES TO readonly;
    GRANT USAGE ON SCHEMA public to readonly; 
    GRANT SELECT ON ALL SEQUENCES IN SCHEMA public TO readonly;
    GRANT SELECT ON ALL TABLES IN SCHEMA public TO readonly;
    

    Fonte: StackOverflow


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress