Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Tag: crédito

Organize seu dinheiro com o Toshl (Android, IPhone e Windows Phone)

Crédito ou Débito? Cheque ou Dinheiro? Aceita ticket? E vale transporte?

Organização financeira: uma coisa tão simples, mas ao mesmo tempo tão complexa, que muitas pessoas – talvez a maioria das pessoas – simplesmente deixa pra lá e resolve viver ao "deus dará financeiro".

Moedas

A ideia central de um gerenciamento financeiro é: você precisa ter seus gastos registrados para poder saber para onde o dinheiro vai. Só é possível gerenciar o que pode ser medido!

Inicialmente eu pensei em todo mês analisar meu extrato do banco e ir colocando numa planilhas os gastos que fiz no débito, mas me deparei com três problemas:

  1. Era muito trabalhoso organizar essa informação e dava uma preguiça enorme fazer isso.
  2. Ainda tinham alguns gastos que não podiam ser feitos no débito nem crédito.
  3. Vários estabelecimentos apareciam com nomes estranhos, e algumas vezes eu não conseguia lembrar que compra era aquela ("Restaurante Coma Bem" aparecia como "Josefina da Silva").

Depois de tentar ajustar meu método de várias formas, eu percebi que o maior problema era o registro da informação. O único jeito que realmente tem funcionado para mim é: fiz um gasto, registro no aplicativo. No começo é meio chato, mas com o tempo você faz sem perceber.

Testei vários aplicativos mas o que mais me agradou foi o Toshl. Ele tem uma interface bem simples, prática e com ótima usabilidade. Além disso, funciona no IPhone, Android, Windows Phone até no Symbian!

Toshl - Aplicativo para Controle Financeiro

Veja algumas das principais funcionalidades:

  • Registro de gastos recorrentes (que você paga todo mês, por exemplo) para não ter que ficar cadastrando tudo novamente todo mês.
  • Funciona com várias moedas (reais, dólares, euros e várias outras), o que facilita a organização em viagens
  • Fácil de exportar os dados para o Excel, caso você deseje utilizá-los na sua própria planilha
  • É possível criar orçamentos, o que vai ajudar a "domar" seus gastos
  • Sincronização automática com o site do aplicativo, assim você não perde todo seu controle caso tenha o celular roubado.
  • Visualização de todos os dados pelo site do aplicativo.

Acesse o site do Toshl e tire suas próprias conclusões. É grátis! 😉


Vale a pena pagar por um cartão de crédito que acumule mais milhas?

Já escrevi artigos que falavam sobre cartões de crédito gratuitos e contas correntes gratuitas. Apesar de não serem artigos novos, são bem atuais, e dá pra usar as dicas ainda hoje. Mas e quanto aos cartões que prometem mais milhas e cobram anuidade? Valem a pena?

Cartões de Crédito que acumulam milhas são interessantes?

Apesar de praticamente qualquer cartão de crédito hoje oferecer milhas, mas alguns cartões gratuitos oferecem tão poucas que são quase propaganda enganosa.

Por exemplo, o cartão Saraiva Visa Internacional. Ele oferece 1 milha a cada 2 dólares gastos. Ou seja, 0.5 milha por dólar. Na prática, pra conseguir usar essas milhas, você vai precisar gastar um valor absurdo todo mês no cartão, pois as milhas normalmente expiram depois de 2 anos.

Vamos às contas?

Se você gasta R$1000 por mês no cartão, com o dólar a R$2.50, no fim de dois anos (quando suas milhas estiverem pra expirar), no cartão da saraiva você só vai ter 4800 milhas, ou seja, não vai ter milha nem pra pegar aquela super promoção. Normalmente cada trecho nacional custa em torno de 10 mil milhas.

O Cartão Petrobrás é um pouco melhor. Ele também não tem anuidade e 1 ponto por dólar gasto. Se tiver carro, melhor ainda. Cada dólar gasto em posto Petrobrás ou loja BR Mania, você ganha 2 pontos. Além disso, você pode escolher seu posto "premiado" e ganhar 3 pontos por dólar quando abastecer nesse posto.

Então vale a pena ou não pagar anuidade em um cartão pra ter mais milhas?

Pra começar a brincadeira, temos que saber quanto vale uma milha.

Tem gente que não consegue usar as milhas (porque não pode viajar e elas vão expirar) e as vendem. Eu nunca comprei, mas já vi conhecidos que compraram e normalmente pagam R$300 por 10 mil milhas. Vamos usar esse valor como referência.

Eu fiz uma planilha com os dados extraídos de um artigo do site melhores destinos, que falava justamente sobre os melhores cartões para acumular milhas.

Segue um resuminho das opções mais interessantes:

      Saldo (R$) anual por faixa de gasto mensal
Cartão Pontos/US$ Anuidade 1000 1500 2000 2500
BB ou Bradesco Mastercard Smiles Gold 1,5 190 24 131 237 344
Credicard Exclusive Gold 1,5 252 -38 69 175 282
Banrisul Mastercard e Visa Platinum 1,5 280 -66 41 147 254

Explicando:

  • Pontos/US$: quantos pontos o cartão dá por cada dólar gasto?
  • Anuidade: esse é o mais óbvio. O valor da anuidade do cartão. 😉
  • Saldo (R$) anual por faixa de gasto mensal: essa parece complicada, mas na verdade é simples. Lembra que eu falei que cada 10 mil pontos valem 300 reais? Se você conseguiu acumular 10 mil pontos, é como se você tivesse ganhado 300 reais. Mas desse valor você deve abater o que você gastou com a anuidade, já que existem vários cartões que são gratuitos.

No exemplo do cartão do BB ou Bradesco, se você gastar 1000 reais por mês, no final de um ano, abatendo o valor da unidade, é como se você tivesse ganho R$24, ou seja, quase nada.

É aí que tá o pulo do gato. Se você gasta pouco no cartão, não vale contratar um desses cartões. Ao meu ver, a coisa só começar a valer a pena se você gastar de R$1500 pra cima. Tem cartões que só começam a lhe retornar alguma coisa se você gastar de R$3000 pra cima.

Alguns cartões têm anuidades absurdas, como o Santander Unlimited Mastercard Black: R$816. Se você gasta 10 mil reais por mês, ele pode ser interessante. Mas nós, pobres mortais, dificilmente chegaremos a um gasto como esse. 😛

Clique aqui e acesse a planilha pra que você possa analisar tudo com calma.

A ideia é que, caso você opte por um desses cartões, veja a sua faixa de renda/anuidade e a partir daí comece a colocar todas as suas compras no cartão: do cafezinho à gasolina. Mas é claro que se você se descontrolar, vai tudo por água abaixo.

Tem cartões que oferecem vantagens no primeiro ano. O TAM Itaucard 2.0 Gold (que eu não falei, mas está na planilha), por exemplo, dá 5000 milhas quando você paga a última parcela da anuidade. O Citybank dá 50% de desconto na primeira anuidade. Nesse caso, é interessante ver qual o cartão que melhor se encaixa às suas necessidades e considerar esse primeiro ano como um bônus, a menos que você pense em trocar de cartão todo ano pra aproveitar as vantagens sempre. 😛

Alguns cartões tem gastos "ocultos". O Banco do Brasil, por exemplo, cobra R$50 pra que você resgate seus pontos. Como se não bastasse, alguns cartões também colocam um mínimo de milhas para que você possa transferir. Outros ainda fazem uso de uma "taxa de conversão" que, ao meu ver, também é abusiva, onde cada milha do cartão só vale uma porcentagem de milha da empresa aérea. Exemplo: 10000 milhas só valem 7000 milhas da TAM.

É por todos esses motivos que você não pode deixar de ler o regulamento do programa.

Eu uso o TAM Itaucard 2.0 Gold há pouco tempo. Eles não cobram essa taxa de resgate e nem fazem uso de taxas de conversão. Cada ponto cai direto na sua conta do TAM Fidelidade. O Credicard Exclusive Gold parece uma boa opção, e na próxima renovação vou dar uma estudada nele. 😉

Saiba mais:

Atualização feita em 25/11/2015: tenho um cartão gratuito (Santander Free) e tenho umas 4000 milhas acumuladas para expirar. Usava esse cartão eventualmente, mas agora quero manter ele mais para emergências. Liguei pra lá pra pedir para resgatar as milhas para o meu programa de fidelidade e o atendente me respondeu que o primeiro resgate só pode ser feito com 10 mil milhas! Com esse cartão, para acumular 10 mil milhas em um ano eu teria que gastar R$2500 ao mês. Muito mais do que eu gasto normalmente no cartão! Sabendo que essas regras mudam na hora que o banco quiser, imagine você se organizar o ano todo (ou até 2 anos!) pra acumular o suficiente de milhas, e o banco lhe informar que agora precisa de 20 mil milhas? Por isso acho interessante os cartões vinculados diretamente aos programas de fidelidade. O resgate normalmente é automático, mensal, e sem taxas.


Viagem internacional: levar dinheiro ou cartão?

Há dois anos atrás fiz uma viagem para a Argentina. E tive o seguinte dilema: como vou levar o dinheiro?

Muita gente falava que era melhor sacar o dinheiro lá mesmo, em caixas eletrônicos de bancos locais. Mas como eu não sabia direito como funcionava, fiquei receoso de chegar lá, não conseguir sacar o dinheiro, e ter sérios problemas. Então acabei levando boa parte em dinheiro mesmo (reais).

Para trocar dinheiro na moeda local, em muitos países, é necessário levar em dólares. Então você perde duas vezes: primeiro quando troca de reais para dólares, e depois quando troca de dólares para a moeda local, já que você paga uma taxa toda vez que faz a troca na casa de câmbio.

No caso da Argentina não é necessário fazer a troca para dólares. A imensa maioria das casas de câmbio possuem o real entre suas moedas disponíveis. E em Buenos Aires você pode fazer a troca em dezenas de casas de câmbio. Faça uma pesquisa e compre na mais barata.

Mas e se você não quizer levar muito dinheiro? Quais as opções?

Cartão de Débito Internacional

O cartão de débito internacional, na minha opinião, é a melhor opção. Primeiro porque você não precisa sair em busca de casas de câmbio, e nem perder tanto dinheiro em taxas. Você pode usar o cartão para pagar compras em supermercados, hotéis, albergues, restaurantes etc. Se você precisar de dinheiro vivo, existem vários caixas eletrônicos disponíveis. Isso tudo com a segurança de não precisar ficar andando com centenas de reais (em moeda local) no bolso.

Cada banco tem suas caracterísitcas, limites e taxas. O meu banco é o Itaú (uso a iConta, sem taxa de manutenção). Você tem que ligar para o banco para desbloquear o débito internacional. E deve fazer o quanto antes (no mínimo um dia antes da viagem).

O Itaú cobra R$9 (nove reais) por cada saque. Você pode sacar diariamente R$1200 e fazer compras (débito) de até R$2300 por dia ou R$3500 por semana.

A taxa de câmbio cobrada será a vigorada no dia, e você deve ligar para o banco (Setor de Câmbio) e se informar sobre os valores cobrados.

Em cada saque ou compra é cobrado o IOF. Alguns bancos já estão utilizando o novo valor, de 6,38%. O IOF é a principal desvantagem em relação a levar dinheiro vivo para fazer a troca no país de destino ou levar cartão de débito.

Você deverá checar todas as informações citadas acima com seu banco. Também pode solicitar uma lista de caixas eletrônicos disponíveis. Os clientes Itaú podem sacar nos caixas eletrônicos argentinos disponíveis aqui: https://w3.banelco.com.ar.

Cartão de Crédito Internacional

O cartão de crédito internacional também é uma boa opção, mas ao meu ver, deverá ser utilizada apenas em emergências.

Primeiro porque geralmente as taxas são mais altas. No caso do meu cartão (Santander Free), se eu quizer fazer um saque, pago R$15 e só posso sacar 10% do meu limite. Ou seja, se o limite for de R$2000, você só pode sacar R$200 até pagar a fatura. Não dá pra nada.

Como no cartão de débito, também se paga a IOF. A taxa de câmbio utilizada é a do dia do fechamento da fatura, então você pode ter surpresas agradáveis ou desagradáveis.

O Santander também não me informou um lugar onde posso consultar endereços de caixas eletrônicos. Mas qualquer caixa eletrônico com a bandeira Maestro, no caso dos cartões MasterCard, poderá ser utilizado.

Também no caso do Santander, só é possível sacar se o cartão for com CHIP. Você pode solicitar o seu diretamente com o banco. As regras de cada banco são parecidas, mas você deve checar essas informações diretamente com o seu banco.

Lembre-se que as taxas de câmbio utilizadas não são necessariamente as mesmas que são anunciadas na televisão. Pode haver diferenças.

Também tem o problema dos cartões de crédito vinculados a contas correntes. Muitas pessoas têm problemas porque, quando vão tentar sacar utilizando o cartão, o débito é feito no cartão de crédito, e não na conta corrente. Os saques de cartão de crédito geralmente têm tarifas mais altas que os de cartão de débito (conta corrente).

Se você não possui um cartão de crédito internacional, quer ter outro, ou quer um desvinculado da sua conta corrente, clique aqui.

Informação adicionada em 30/09/2011: Liguei para o Banco do Brasil para consultar taxas relacionadas ao Cartão Saraiva Visa Internacional, que é emitido pelo Banco do Brasil. O banco cobra uma taxa de R$6,50 para saques nacionais ou internacionais. Além disso, cobra 17,85% de juros ao mês quando você faz o saque. Ou seja, se você fizer um saque de R$100 no dia 1º e a fatura é fechada no dia 30, você pagará R$124.35 na sua fatura. O banco também limita saques a 20% do limite do cartão.

Onder guardar documentos, dinheiro e cartões?

Muita gente comete o grave erro de colocar documentos importantes e dinheiro na mochila/mala. Se a bagagem for roubada, já era!

Use a seguinte regra: tudo que for importante (passaporte, cartão de crédito, a maior parte do dinheiro) deve estar grudado a você. Você pode comprar uma carteira de viagem (ou doleira) que é como uma pochete bem fininha, que você coloca por debaixo da roupa. Também é interessante não colocar todo o seu dinheiro no mesmo lugar.

Só tome cuidado para não deixar saberem que você está com essa pochete. Quando for tirar alguma coisa dela, vá em um lugar reservado como um banheiro. Deixe um pouco de dinheiro na carteira para que a doleira não se torne um inconveniente. No DealExtreme vende uma doleira bem baratinha. Mas você também pode comprar em Aeroportos (um pouco mais caro).

Seguindo essas dicas você vai chegar mais preparado ao país onde decidiu passar suas férias!


Cartão Submarino Mastercard com Anuidade Grátis para Sempre!

Atenção! Essa oferta é antiga e não é mais válida! Você pode se inscrever nessa: Cartão Saraiva Visa Internacional com Anuidade Grátis para Sempre!

De tempos em tempos a Submarino liberava esse cartão com Anuidade Grátis para sempre. Mas já tinha um tempo que não liberava, e agora está disponível novamente!

Além de não pagar anuidade, você ganha léguas (pontos) no submarino toda vez que comprar. E pode resgatar esses pontos no Submarino, Submarino Viagens e Ingresso.com. Na primeira compra de R$199 você já ganha 15000 léguas!

Para não pagar a anuidade, basta colocar o código promocional OFERTORAMA no fim do cadastro. A renda mínima é de R$350,00. Aproveite! Ofertas como essas não aparecem toda hora! Cadastre-se aqui. É por tempo limitado!

Veja também: Cartão Saraiva Visa Internacional com Anuidade Grátis para Sempre! e iConta – Conta Corrente Itaú gratuita com pacote de serviços ilimitados




 


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress