Servidor dedicado (VM) por US$5 ao mês!
Saiba mais sobre a DigitanOcean: Adeus Amazon (AWS)... Olá DigitalOcean!

Faça uma recarga de celular e ganhe R$10 de volta!

Tag: brasil

Relato de Viagem: Porto de Galinhas (PE)

Porto de Galinhas e as praias das proximidades estão, com certeza, entre as mais bonitas do mundo e atraem visitantes de todo lugar. Visitei o local em março de 2015 e conheci as praias de Porto de Galinhas (Ipojuca), Carneiros (Tamandaré) e Calhetas (Cabo de Santo Agostinho). É sobre elas que vou falar.

Como chegar

O acesso é extremamente fácil. É possível chegar de ônibus, taxi ou transfer. A melhor forma, ao meu ver, é de carro mesmo. Se você precisar alugar, talvez saia mais caro, mas alguns dos melhores passeios (Carneiros e Calhetas) são relativamente distantes (60Km), e a depender da quantidade de pessoas pode compensar financeiramente, mas o mais importante é a liberdade e flexibilidade que essa opção permite.

Caso realmente não vá de carro, esse artigo explica várias formas de chegar em Porto de Galinhas.

Na verdade, Porto de Galinhas é só uma das praias a se visitar e apenas um referencial. Ao meu ver, não é a melhor praia. Fica no município de Ipojuca e em feriados prolongados e alta estação fica extremamente cheia de pessoas.

É o melhor lugar para ficar caso queira uma estrutura melhor de restaurantes, supermercados etc., e especialmente se não estiver de carro. Várias pousadas e hotéis ficam a alguns quilômetros da vila (fora de Porto de Galinhas).

Como minha viagem foi curta (somente 4 dias, sendo que apenas 2 integralmente no local), dei prioridade às praias que, pela minhas pesquisas, pareciam mais interessantes: Carneiros e Calhetas.

Onde ficar

Isso definitivamente não é problema. A quantidade de pousadas e hotéis é imensa. Tem inclusive alguns albergues, pra que quiser economizar mais: Albergue do Alberto, Hostel das Galinhas e Casa Branca. Ouvi muitas recomendações do Casa Branca, tanto pela localização, quanto pela limpeza e pelo atendimento. A Casa Branca é bem concorrida.

Fiquei na Pousada Farol do Porto e recomendo: boa localização (próximo ao calçadão), limpeza e educação dos funcionários. O único problema da Pousada Farol do Porto é que achei os quartos muito apertados, mas nada que me fizesse me arrepender de me hospedar lá. Ela também é muito bem classificada no Trip Advisor e tem um dos melhores preços entre as pousadas, ou seja, excelente custo-benefício.

A diária para duas pessoas custou R$130 no final da alta estação (março), mas não era feriado.

Aqui você pode ter acesso a uma planilha que criei com os preços de várias pousadas de lá. Infelizmente não consegui o de nenhum albergue.

Onde comer

Também não é problema em Porto de Galinhas. Vários estabelecimentos oferecem almoço e jantar por cerca de R$12 por pessoa. Também tem muitas pizzarias com preços acessíveis.

Marés

Um "detalhe" importante é que pra aproveitar melhor todas as praias é interessante chegar sempre 1 hora antes da maré baixa. Assim os corais ficam expostos e as piscinas naturais se formam. Você pode ter acesso a essa informação pelo site da marinha.

Verifique os dados do porto de Suape, que é o mais próximo. Mas esse valor é apenas uma referência. Chegando na cidade, o ideal é confirmar os horários com os pescadores locais.

Para aproveitar as piscinas naturais, quanto mais próximo da maré '0.0' é o ideal. E esse valor deve ser menor que 0.5.

Carneiros (Tamandaré)

Praia de Carneiros

Fonte

A praia de Carneiros fica a aproximadamente 60km de Porto de Galinhas, no município de Tamandaré. Como pode ser visto na foto acima, é realmente muito bonita. O problema dela é que o acesso é todo fechado por propriedades particulares, e algumas delas cobram pela entrada (!). O Ministério Público de Pernambuco já deveria ter tomado alguma atitude em relação a isso, pois não é permitido no Brasil. Praias são públicas e se uma propriedade impede o acesso, o mesmo deve ser permitido.

A única opção (de carro) é pagar um estacionamento de vinte a trinta reais. Um dos restaurantes inclusive cobra R$10 (dez reais) por pessoa para o acesso. Todos proíbem entrada com bebidas e comida (!), mas mesmo assim é altamente recomendável que você leve algum lanche na bolsa/mochila, pois quase tudo é muito caro e de qualidade duvidosa. O preço da cerveja no bar onde ficamos era razoável (R$7, Itaipava de 600ml).

Existe um acesso gratuito, mas é preciso caminhar alguns quilômetros pela praia e estar atento às marés, pois na maré alta o caminho é fechado.

A praia é muito boa para banho, com pouca profundidade e possui poucas ondas. Também possui algumas piscinas naturais, onde é possível ir a pé. Apesar desse abuso por conta dos bares, vale muito a pena conhecer Carneiros.

Calhetas (Cabo de Santo Agostinho)

Praia de Calhetas

Fonte

Outra praia extremamente bonita e com uma paisagem fora do comum. Também fica a 60Km de distância de Porto de Galinhas, no município de Cabo de Santo Agostinho. Tem uma estrutura de bares bem mais simples que a de carneiros e não é preciso pagar nada para entrar. O detalhe de Calhetas é que o acesso é por uma estradinha muito estreita e até com alguns abismos na lateral. É preciso chegar cedo pois não tem muito lugar para estacionar. Se você chegar tarde, especialmente caso seja um feriado prolongado, provavelmente vai ter que estacionar muito longe.

O bar onde ficamos permitiu inclusive que ficássemos com o isopor em baixo da mesa (claro que consumimos outras coisas no bar).

A praia de Calhetas também é muito boa para banho, apesar de ter algumas ondas. O detalhe é que ela é muito profunda, então talvez não seja recomendável para que não sabe nadar ou não nade muito bem.

Porto de Galinhas (Ipojuca)

Porto de Galinhas

Fonte

É a praia que tem acesso mais fácill, logo depois do calçadão. Talvez por isso seja também a que tem mais gente. A depender da época, pode ser difícil até encontrar lugar para sentar.

Muitos bares cobram pelo aluguel da cadeira, o que é uma coisa comum em alguns lugares, mas que acho um absurdo, pois você já está consumindo. Imagine se quando você fosse uma pizzaria também tivesse que pagar pra sentar na mesa?

A praia também é muito bonita, com águas bem claras e boa para banho. Alguns lugares são perigosos, mas possuem sinalização.

O atrativo da praia de porto de galinhas são as piscinas naturais. O acesso pode ser feito de jangada (R$20 por pessoa) e o jangadeiro deixa você lá por cerca de uma hora. Também é possível (mas não recomendável) acessar a pé se você chegar uma hora antes da maré baixa. Mas é preciso ficar atento e não demorar demais (duas horas é um tempo interessante), pois a maré sobe e não dá mais para ir andando (só nadando). Nos relatos que vi, não vi ninguem falando sobre ir nadando, mas tive a impressão de que caso você seja um bom nadador, seja bem possível. Se for andando ou nadando, faça por sua conta e risco.

Sobre ir a pé para as piscinas, se atente a alguns detalhes: corais são formações muito sensíveis, e quando você pisa, o destrói (mata). Então caso realmente queira fazer dessa forma, fique na trilha (onde os corais já estão destruídos). Vá de havaianas pra não furar os pés nos ouriços do mar. A regra é: nunca pise em corais, mas infelizmente na região já estão quase todos mortos.

Inclusive esse é um dos problemas de boa parte das praias da Região Nordeste. Aparentemente os governos, moradores e estabelecimentos esperam tudo ser destruído para depois ficar se lamentando. Nas Piscinas Naturais de Porto de Galinhas praticamente não há corais vivos.

Outros lugares para conhecer

Caso você vá com mais tempo, tem várias outras praias para se conhecer, entre elas:

  • Pontal do Maracaraípe
  • Praia de Serrambi
  • Praia de muro alto
  • Praia de Castelhanos
  • Cachoeira do Urubu
  • Ilha de de Santo Aleixo
  • Praia do Cupe
  • Praia de Macaraípe

Mais informações:

Recomendação: compre passagens de avião muito mais baratas utilizando o MaxMilhas


Ameaça à Internet no Brasil

Na semana que vem, o Congresso poderá votar um projeto de lei que restringiria radicalmente a liberdade da internet no Brasil, criminalizando atividades on-line cotidianas tais como compartilhar músicas e restringir práticas essenciais para blogs. Temos apenas seis dias para barrar a votação.

A pressão da opinião pública derrotou um ataque contra a liberdade da internet em 2009 e nós podemos fazer isso de novo! O projeto de lei tramita neste momento em três comissões da Câmara dos Deputados e esses políticos estão observando atentamente a reação da opinião pública nos dias que antecedem à grande votação. Agora é nossa chance de lançar um protesto nacional e forçá-los a proteger as liberdades da internet.

O Brasil tem mais de 75 milhões de internautas e se nos unirmos nossas vozes poderão ser ensurdecedoras. Envie uma mensagem agora mesmo às lideranças das comissões de Constituição e Justiça, Ciência e Tecnologia e Segurança Pública e depois divulgue a campanha entre seus amigos e familiares em todo o Brasil:

http://www.avaaz.org/po/save_brazils_internet/?vl

O projeto de lei do deputado Azeredo sobre a internet supostamente teria o objetivo de nos proteger contra fraudadores e hackers. Porém, como alguém que faz uma cirurgia com uma motosserra, as normas excessivamente cautelosas impostas pelo projeto de lei trariam altíssimos custos sem de fato cumprir seu objetivo. Em vez de capturar os verdadeiros criminosos, elas penalizariam todos nós. Por esse motivo, até mesmo o importante site anti-pedofilia, o SaferNet é contra o PL Azeredo.

Se esse projeto de lei for aprovado, nossa privacidade e liberdade de expressão, criação e acesso on-line ficarão gravemente limitadas. Pior que isso, os provedores de internet que mantêm informações detalhadas sobre nosso histórico de navegação na internet passarão a ser “policiais virtuais” monitorando os usuários a todo momento.

O projeto de lei tem circulado em Brasília por mais de uma década, e a pressão da opinião pública já o derrotou antes. Em 2009, uma consulta pública sobre o “Marco Civil da Internet” barrou o andamento do projeto. Mas alguns meses atrás, o deputado Azeredo tentou apressar a aprovação no Congresso, usando os ataques de crackers aos sites do governo como desculpa. Um novo Congresso e uma maior conscientização sobre as amplas implicações do projeto de lei significam que nossas vozes poderão fazer a diferença. Envie agora mesmo uma mensagem às lideranças na Câmara:

http://www.avaaz.org/po/save_brazils_internet/?vl

Infelizmente, o PL Azeredo não é a única lei desse tipo. Em todo o mundo, na Índia, Turquia, Estados Unidos e outros países, a liberdade da internet está sob ataque promovido por iniciativas similares. Mas os membros da Avaaz nesses países estão se mobilizando. Vamos fazer a nossa parte neste movimento popular global em defesa da web barrando o PL Azeredo.

Com esperança,

Emma, David, Ricken, Maria Paz, Giulia, Rewan e a equipe da Avaaz

FONTES:

Petição do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, instituição parceira da Avaaz:
http://www.idec.org.br/campanhas/facadiferenca.aspx?idc=24

Liberdade de internautas no Brasil pode estar com os dias contados (Portal Imprensa):
http://portalimprensa.uol.com.br/noticias/brasil/43707/liberdade+de+internautas+no+brasil+pode+estar+com+os+dias+contados/

Entenda o que é o marco civil da internet (UOL):
http://tecnologia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2010/06/09/entenda-o-que-e-o-marco-civil-da-internet.jhtm

‘AI-5 digital’ volta a circular no Congresso (Rede Brasil Atual):
http://www.redebrasilatual.com.br/temas/tecnologia/2011/06/ai-5-digital-volta-a-circular-pelo-congresso


Banco de Dados com tabela das cidades do Brasil para os SGBD MySQL e SQL Server

Hoje estava fazendo um trabalho utilizando o SQL Server 2005, e precisei de uma tabela com as cidades do Brasil. Consegui uma com as cidades, siglas dos estados e os códigos dos municípios fornecidos pelo IBGE. Aproveitei e converti a tabela para o MySQL. Disponibilizo aqui os dois arquivos, para quem se interessar:

Cidades do Brasil – SQL Server

Cidades do Brasil – MySQL

Atenção: O arquivo referente ao SQL Server é um arquivo .bak, ou seja, é um backup da base completa. O arquivo referente ao MySQL contém apenas a tabela das cidades, ou seja, a base já deverá estar criada antes da importação.

 


Dell lança notebook com Ubuntu no Brasil

A Dell há muito tempo tem uma forte ligação com a Canonical, mas no Brasil parece que a coisa nunca funcionou muito bem. Talvez a partir de agora isso mude. A empresa um modelo de notebook (Inspiron 14) com a opção de Ubuntu como Sistema Operacional. A versão mais simples do modelo vem com processador Intel Celeron e 2GB de memória RAM DDR3. A versão mais completa vem com processador Intel Dual Core e 4GB de memória RAM DDR3.

Dell Inspiron 14No site da Dell no Brasil não se acha muito facilmente conteúdos referentes ao Ubuntu. Mas no site dos Estados Unidos, foi possível achar algumas coisas. Entre elas, a empresa dá dez motivos para se comprar um notebook com Ubuntu:

  1. Ubuntu é simples e elegante
  2. Ubuntu é feito para a Internet
  3. Ubuntu é social desde o início
  4. Ubuntu toca vídeos e músicas facilmente
  5. Ubuntu é seguro
  6. Ubuntu inicia rápido
  7. Com o Ubuntu, você tem acesso a milhares de programas livres
  8. Ubuntu com OpenOffice é compatível com o Microsoft Office e Adobe Acrobat
  9. Ubuntu é baseado em Linux
  10. Ubuntu vem pré-instalado em notebooks, netbooks e desktops selecionados

A empresa começou a utilizar o Sistema Operacional em 2007 nos seus produtos. Talvez a opção de versão escolhida pela Dell seja questionável. A empresa escolheu a 9.10, que já está ficando um pouco velha. Possivelmente o critério para escolher essa versão foi a estabilidade, mas talvez fosse interessante utilizar a 10.04.1 que já está bastante estável.

Veja a propaganda da Dell/Ubuntu (em inglês):

Ubuntu from Keith Kenniff on Vimeo.


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress