Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Tag: vm

Adeus Amazon (AWS)… Olá DigitalOcean!

Quando preciso hospedar um site (inclusive esse blog), não há dúvidas, uso meu próprio host (ProjetoWeb.Info). Mas eventualmente preciso hospedar uma aplicação ou serviço com alguma peculiaridade e, nesses casos não tem muito pra onde correr: tenho que usar uma VM (máquina virtual).

Fui cliente da Amazon (AWS) e não tenho do que reclamar. O serviço é realmente bom, estável, confiável, mas o problema é o preço. A máquina que precisava para esse caso é bem pequena, cerca de 512MB de RAM, 1 core (processador) em 5GB de disco seriam suficientes, mas na Amazon de uma VM como essa fica em torno de US$15/mês. O que não é um valor tão alto assim, mas com a cobrança de IOF (6%) e a alta do dólar, isso começou a me incomodar.

Sendo assim, fui em busca de uma alternativa viável em listas de discussão e perguntando a amigos. Encontrei uma ótima opção: DigitalOcean. Além de ser uma opção muito mais em conta (US$5/mês ao invés de US$15/mês), o "painel de controle" deles é MUITO mais simples que o da Amazon. É possível colocar uma VM no ar em 55 segundos, e a senha de root é enviada imediatamente para o seu e-mail. Para ter agilidade e segurança, eles recomendam (opcionalmente) que se utilize chaves públicas, especialmente se você pretende administrar mais de uma máquina.

Outra utilidade interessante das VMs da DigitalOcean é para o caso de você precisar de uma máquina pra fazer testes rápidos. Você pode criar uma VM, fazer seus testes, e depois excluí-la, pagando só pelo tempo de utilização (por hora). O preço por hora é U$0,007, ou seja, menos de 1 centavo de dólar!

Veja um pequeno vídeo mostrando como criar seu "Droplet" (é como eles chamam as VMs de lá).

Pra quem não precisa das dezenas de serviços oferecidos pela Amazon, a DigitalOcean é uma ótima opção. É possível escolher entre data centers na Europa, Ásia e nos Estados Unidos. Pelos meus testes, o que ofereceu melhor performance a partir da Brasil foi o de Nova York (NYC).

Além disso, se inscrevendo por esse link você ganha US$10 de crédito pra começar a brincadeira sem desembolsar nenhum centavo. 😉


Atalho direto para máquina virtual do VirtualBox no Ubuntu (Gnome)

Se você utiliza muito uma ou mais máquinas virtuais, um atalho direto para poder acessá-las sem a necessidade de abrir o VirtualBox antes é uma boa idéia. Vocẽ pode adicionar o atalho a um painel do Gnome (as barras que ficam em cima e embaixo). O procedimento foi testado no Ubunto 10.04 LTS. Siga os passos:

  1. Clique com o botão direito no painel superior
  2. Clique em Adicionar ao painel
  3. Escolha lançador de aplicativo personalizado
  4. Em "nome" coloque o nome da máquina virtual (Ex.: Windows XP)
  5. Em "comando" coloque o seguinte: VBoxManage startvm [NomeDaMaquina]
  6. Depois é só clicar em OK e pronto

No lugar de [NomeDaMaquina], você vai colocar o nome da sua máquina virtual, que é definido no próprio VirtualBox. É interessante que não haja espaços no nome. Ex.: Se o nome for Windows XP, você deve mudar para WindowsXP

Adicionado em 06/04/2016: Se a máquina principal (host) for Windows, é só criar um link para o caminho: "C:\Program Files\Oracle\VirtualBox\VBoxManage.exe" startvm "[NomeDaMaquina]"


Como instalar o VirtualBox no Fedora

Instalar o VirtuaBox no Fedora é um pouco mais complicado que no Ubuntu, mas nada que vá te enlouquecer. Segue abaixo os comandos necessários:

Logue como root:

su -

Adicione os repositórios:

cd /etc/yum.repos.d/
wget http://download.virtualbox.org/virtualbox/rpm/fedora/virtualbox.repo

Faça o update do repositório:

yum update

Instale os pacotes dependentes:

yum install gcc kernel-devel kernel-headers

Agora você precisa saber qual a versão do seu Kernel. Se não souber como fazer isso, clique aqui.

Digite o seguinte:

KERN_DIR=/usr/src/kernels/`VERSÃO-DO-SEU-KERNEL -r`

Exemplo:

KERN_DIR=/usr/src/kernels/2.6.35.11-83.fc14.x86_64

Agora é só instalar. Finalmente! 😛

A última versão disponível quando este artigo estava sendo feito era a 4.0.4, então para instalar digitei o seguinte comando:

yum install VirtualBox-4.0

Você pode verificar se existe uma versão mais recente, ou instalar essa versão mesmo.

Fonte: if !1 0


Instalando o Windows XP dentro do Linux Ubuntu 9.04 como Máquina Virtual

Com uma máquina virtual é possível “emular um computador dentro de outro”, isso quer dizer que vocẽ pode, por exemplo, instalar o Windows “dentro” do Linux. E é isso que vou mostrar nesse tutorial. Vou utilizar o VMWare Player no exemplo.

Primeiramente instale o VMWare Player. Para fazer isso, baixe pelo site do VMWare através do Link http://www.vmware.com/products/player/. Atenção para baixar a versão correta, referente ao seu processador (32 ou 64 bits). Vou mostrar como instalar usando um arquivo instalador .bundle .

Abra o Terminal (Aplicativos/Acessórios/Terminal) e depois de entrar na pasta onde está o arquivo (Ex.: cd /home/usuario) digite o seguinte:

sudo ./nome_do_arquivo.bundle
(coloque o nome completo do arquivo que você baixou)

Digite sua senha em seguida. Depois abrirá uma tela de instalação, semelhante à instalações no Windows.

Quando a instalação terminar, você poderá acessar o VMware Player através de Aplicativos/Ferramentas de Sistema/VMWare Player.

Com o VMware instalado, agora você precisa criar a máquina virtual. Entre no site: http://www.easyvmx.com/easyvmx.shtml e preencha os dados referentes ao seu hardware. A maioria das opções já serão suficiente pra você, mas você pode modificar várias configurações de hardware.

Escolha o sistema operacional (Select GuestOS), quanto de memória você quer disponibilizar para a máquina virtual (Memory Size) e quantos processadores quer deixar disponíves para ela (# of CPUs). Você pode determinar por exemplo, que se seu computador tiver 2GB de memória RAM e dois processadores (dual core), deixe disponível para a máquina virtual apenas 1GB de memória RAM e um processador.

Depois de escolhidas todas as opções que você, clique em Create Virtual Machine.

Na página seguinte será disponibilizado um arquivo .zip com a sua máquina virtual. Descompate ele e abra através do VMware Player em “Open an Existing Virtual Machine”. Você deve agora colocar o CD de instalação do Windows XP dentro da bandeja do CD. Se ele não iniciar automaticamente, ative a máquina virtual pressionando Ctrl + G e reinicie ela (Ctrl + Alt + Delete). Se quizer voltar à área de trabalho do Ubuntu pressione Ctrl + Alt.

Instale o Windows normalmente. Não se preocupe quanto ao particionamento. Você pode usar o particionamento padrão (todo o espaço livre) que tudo será feito virtualmente, ou seja, nada será apagado do seu disco.


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress