Ganhe R$20 de desconto na primeira corrida com a 99Taxi!

Tag: broffice

Instalar LibreOffice em Português do Brasil com corretor ortográfico no CentOS 6

Instalei o CentOS 6 Minimal Desktop, que vem apenas com os pacotes básicos para o ambiente gráfico. Depois disso, resolvi instalar o LibreOffice. Para que tem a mesma dúvida, é bem simples:

Primeiro atualize o sistema:

yum update -y

Depois instale o LibreOffice:

yum install libreoffice-base libreoffice-core libreoffice-calc libreoffice-impress libreoffice-writer libreoffice-langpack-pt-BR -y

Pronto! Você acabou de instalar o LibreOffice em Português do Brasil com corretor ortográfico.Fácil né?


E-book gratuito sobre LibreOffice Calc Avançado

Não é novidade que o LibreOffice vem ganhando cada vez mais espaço, e muitas pessoas que antes só conheciam o Microsoft Office, agora estão começando a experimentar o LibreOffice. Mas apesar de o OpenOffice (antecessor do LibreOffice) já existir há um bom tempo, não há tanto material escrito disponível sobre o assunto, especialmente de uma ferramenta: o LibreOffice Calc, que é equivalente ao Microsoft Excel.

Para suprir o espaço aberto nessa Lacuna, os irmãos Ueritom Ribeiro Borges e Klaibson Natal Ribeiro Borges resolveram escrever o e-book LibreOffice Calc Avançado, que é totalmente gratuito. Os temas abordados no livro são:

1. FUNÇÕES INTERMEDIÁRIAS E AVANÇADAS
1.1 FUNÇÃO SE
1.2 FUNÇÃO CONT.SE
1.3 FUNÇÃO SOMASE
1.4 FUNÇÃO CONT.NÚM
1.5 FUNÇÃO CONT.VALORES
1.6 FUNÇÕES E E OU
1.7. FUNÇÃO PROCV7

2. RECURSOS ADICIONAIS DO CALC
2.1 AUTOFILTRO
2.2 CLASSIFICAR DADOS
2.3 VALIDAÇÃO
2.4 DEFINIR NOMES
2.5 PROTEGER CÉLULAS

3. ASSISTENTE DE DADOS
3.1 TABELA DINÂMICA
3.2 CRIANDO GRÁFICOS A PARTIR DE UMA TABELA DINÂMICA

4. MACROS
4.1 – PROGRAMANDO MACROS E FUNÇÕES
4.2 – CRIANDO FUNÇÕES CALC NO BASIC

Para baixar o e-book, clique aqui.


Como as fórmulas do Excel (Office) e Calc (BrOffice / LibreOffice / OpenOffice) podem te ajudar

Planilhas são ferramentas bem úteis no dia-a-dia de muita gente. Mas nem todo mundo que as utiliza sabe que existem, ou não sabe como utilizar fórmulas no Excel e Calc. As fórmulas servem basicamente para realizar operações matemáticas automaticamente, ou seja, você insere os valores na sua planilha e cálculos de somatório, média, multiplicação etc. podem ser adicionados e realizados automaticamente quando você insere ou atualiza os dados dela. E não precisa ser programador pra isso! Tudo foi planejado da forma mais simples possível.


Nas operações sempre são utilizadas células como referência. Uma célula consiste de uma coluna em uma linha. Ex.: Na coluna C e linha 22 temos a célula C22. Vou mostrar algumas das mais importantes:

  1. Operações matemáticas básicas (adição, multiplicação, divisão, subtração) entre células:
    Se você tem o valor 10 na célula A1 e 5 na célula B1 e deseja exibir o resultado da multiplicação entre elas na célula C1, basta colocar na célula C1 a seguinte fórmula: =A1*B1
    Nas outras operações é só substituir o sinal. Na multiplicação (como no exemplo acima) usamos o sinal de * ao invés de x. Na divisão usamos / ao invés de : e na adição e subtração usamos + e -.
    Você também pode usar parênteses. Ex.: =(A1*B1)/5
  2. Retornando a média entre células:
    No exemplo seguinte temos o valor 10 na célula A1, 7 na célula B1 e 5 na célula C1. Para exibir na célula D1 a média entre elas, basta usar a seguinte fórmula: =MÉDIA(A1:C1)
  3. Somatório
    Imagine uma planilha onde temos valores diversos nas células de 1 a 20 da coluna A e queremos exibir a soma de todas essas células (A1 a A20) na célula A21. Para resolver esse problema, colocamos na célula A21 a fórmula: =SOMA(A1:A20)
  4. Se (if) e senão (else)
    Você tirou a média (como no exemplo 2) e agora quer exibir na célula E1 a palavra “Aprovado” se o valor da célula D1 for maior que 7 e reprovado se for menor. Isso é simples e pode ser feito dessa forma: =SE(D1<7;”Reprovado”;”Aprovado”)

Esses são apenas alguns exemplos do que você pode fazer com esses programas no seu dia-a-dia. Dá pra fazer bastante coisa. Você pode ter acesso a vários outros exemplos aqui: http://office.microsoft.com/pt-pt/excel-help/CH010064504.aspx


Templates para BrOffice – Escritório Aberto

Na última sexta-feira postei uma dica de como utilizar templates no Google Docs. Com esses templates você pode poupar trabalho ao encontrar “programas” prontos para tarefas do seu dia-a-dia. Agora vou falar um pouco dos Templates para BrOffice.

BrOfficeNa seção Escritório Aberto, site do BrOffice, você encontra muita coisa pronta, que pode te ajudar a poupar trabalho. Você também pode enviar seus templates para o site. As categorias disponíveis são:

Arquivos de Aplicação pessoal e doméstica Gerenciamento
Arquivos de conteúdos diversos História do Projeto Escritório Aberto
Atas, Termos e Declarações Impressos
Cálculo, conversão e validação de dados Macros
Contabilidade Planejamento
Contratos e Distratos Recibos
Emissão de Documentos Relatórios
Formulários Impressos Requerimentos
Fórmulas no Calc Trabalhos Acadêmicos

Clique aqui e acesse o Escritório Aberto.


Organize sua vida com os templates do Google Docs

Se você costuma trabalhar com Microsoft Excel, BrOffice Calc ou similares deve saber que dá pra fazer cálculos relativamente complexos e várias outras coisas usando fórmulas. Dá pra criar desde um bolão da copa do mundo até um controle de estoque de uma pequena loja. Mas e no Google Docs?

Eu comecei a usar de verdade o Google Docs há pouco tempo. Se você ainda não conhece, vale a pena dar uma olhada. Existem aplicativos similares ao Microsoft Word e BrOffice Writer, Microsoft Excel e BrOffice Calc etc. Além disso, tem um recurso que não existe em nenhum dos dois: o Form.

Com o Form é possível criar um formulário de pesquisa, uma enquete simples, ou o que mais sua criatividade e necessidade mandar. Mas além disso tudo, tem uma coisa que me chamou bastante atenção: os templates.

Templates são modelos prontos das mais diversas aplicações. No caso do Google Docs, você encontra agenda telefônica, calendário, bloco de anotações e várias outras coisas. São milhares de templates grátis à sua disposição. Alguns me chamaram mais a atenção. Pode ser que sejam úteis pra você:

Para usar qualquer um desses templates, é necessário ter uma conta do Google. Abra o link do template e clique no botão “Use this template”. Se você ainda não estiver logado, será pedida a sua senha do Google, e se não tiver, poderá se cadastrar gratuitamente. Depois disso o arquivo já é jogado automaticamente na raiz do seu Google Docs. Para ver outros templates, basta clicar aqui.

Experimente. Se gostar, recomende para os seus amigos!


Governo da Letônia passará a utilizar o Open Document Format (ODF) em seus órgãos

Quarta-feira passada Simon Phipps, antigo responsável pelo programa open-source da Sun, escreveu em seu blog sobre a apresentação numa conferência na Letônia sobre o Open Document Format (ODF). O ODF é formato de livre de texto (equivalente ao DOC, da Microsoft), planilha (equivalente ao XLS) e vários outros. O padrão é utilizado no BrOffice, OpenOffice, LibreOffice etc. Ele conta que o governo da Letônia fez um anúncio oficial de que, de agora em diante, todos os departamentos do Governo da Letônia irão aceitar documentos no formato ODF.

Apesar de ser um país bastante pequeno e não tão influente na economia internacional, essa tendência deve alcançar vários outros países europeus nos próximos anos. O problema de se usar formatos proprietários (como o DOC) para armazenar os documentos oficiais ou de valor histórico é que somente a empresa detentora do formato (no caso, a Microsoft) conhece o processo de armazenamento da informação. Isso quer dizer que, se em 10, 20 ou 50 anos o formato for extinto, por exemplo, toda a informação corre risco de se perder.

Apesar de ser possível – com o BrOffice, OpenOffice e o LibreOffice – abrir arquivos no formato DOC, não existem garantias de que toda a integridade da informação e formatação do documento foi preservada quando o arquivo é aberto por um desses programas. Além disso, traz outro problema: os governos se tornam dependentes de uma tecnologia proprietária quando existe uma tecnologia livre e gratuita equivalente. Muito dinheiro é gasto em licenças desnecessárias.

O formato ODF também pode ser aberto pelos produtos da Microsoft, então uma pessoa que já tenha o Office em seu computador não precisa instalar outro programa, apesar de esses softwares serem gratuitos.

Fonte: The H Open Source


Deixar o OpenOffice.org em português no Linux Ubuntu 10.04

O OpenOffice.org (ou simplesmente OpenOffice) vem em inglês no Ubuntu 10.04, mas é possível mudar pra português facilmente.

Basta digitar o seguinte no Terminal (Aplicativos -> Acessórios -> Terminal):

sudo apt-get install openoffice.org-help-pt-br openoffice.org-l10n-pt-br -y

Abra o OpenOffice e ele vai estar em português.


  • Publicidade

  • Redes Sociais

    Facebook  Twitter
  • Projetos Paralelos

  • Estatísticas

    Page Views (desde março de 2010):

    Estatísticas detalhadas
  • Novidades por e-mail!

    Digite seu e-mail:


    Fique tranquilo. Seu e-mail não será usado para outros fins, e você poderá se descadastrar quando quizer.

    Eu!

    Tiago Passos
    Todo o conteúdo desse site esta licenciado sob a licença Creative Commons 3.0 (CC BY 3.0). Você pode copiar e modificar o conteúdo desde que cite o autor.
    iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress